Aperam BioEnergia é contemplada no selo “Semad Recomenda 2020” com projeto “Dê Alças à Reciclagem”

Mar 19, 2021 Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

A Empresa Aperam BioEnergia foi reconhecida pelo projeto “Dê Alças à Reciclagem” 

 

 

A Aperam BioEnergia foi contemplada pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) no selo “Semad Recomenda 2020”. A iniciativa tem o objetivo de reconhecer e divulgar programas, ações e projetos voltados à preservação e manutenção de um meio ambiente ecologicamente equilibrado em Minas Gerais. O selo é concedido a projetos desenvolvidos por pessoas físicas ou jurídicas que promovam a conservação dos recursos hídricos e da biodiversidade, melhorias no saneamento, adoção de fontes de energia sustentável, ações de educação ambiental e incentivo ao turismo ecológico.

A Aperam BioEnergia foi selecionada com o projeto “Dê Alças à Reciclagem”, que consiste na reciclagem de materiais usados em campanhas de comunicação da Empresa para criação de sacolas retornáveis e de garrafas pet destinadas à produção de vassouras. A iniciativa é desenvolvida desde 2017 no Vale do Jequitinhonha, nos municípios de Itamarandiba e Capelinha. As atividades são realizadas em dois grupos de mulheres das comunidades rurais de Santa Joana e Setúbal de Itamarandiba. Em um grupo é produzido vassouras e em outro é feita a produção de sacolas. Junto às escolas públicas dos dois municípios são promovidas gincanas para arrecadação de material reciclável.

Para Edimar Cardoso, diretor da Aperam BioEnergia, ter sido contemplado no selo “Semad Recomenda 2020” é a confirmação de que a Empresa segue no caminho certo. “Estamos honrados em ser reconhecidos, por um órgão estadual, por meio da Semad. Projetos como estes são muito importantes para fomentar o conhecimento da população sobre práticas adotadas pela Aperam BioEnergia, e que são fundamentais para a conservação do meio ambiente. Com o projeto “Dê Alças à Reciclagem” reforçamos o nosso compromisso na busca pela sustentabilidade e incentivar o desenvolvimento das comunidades em que atuamos e, neste caso, estimular o empoderamento feminino”, afirma.

 

“Dê Alças à Reciclagem”

Inspirada na frase popular “Dê asas à imaginação”, a iniciativa foi lançada há 4 anos e visa promover mais uma atividade profissional para os familiares das Associações de Pequenos Produtores Rurais de Setúbal e Associação de Santa Joana, em Itamarandiba.

 

E para quem participa do projeto o sentimento é só de gratidão. Este é o caso de Vanete Pereira Souza, de 50 anos, que faz parte do grupo das mulheres em Setúbal de reciclagem de banner para a produção de bolsas e aventais. “Eu participo do projeto desde o início e acho essa iniciativa muito importante porque, com esse apoio da Aperam BioEnergia, nós aprendemos muito e ainda temos uma ajuda na geração de renda da comunidade. Todas nós trabalhamos juntas, trocamos ideias e é muito bom para a saúde mental. Nós comentamos que tem hora que até esquecemos dos problemas de casa”, detalha.

 

Falando, ainda, sobre a trajetória da iniciativa, em 2018, como desdobramento do projeto, a Aperam BioEnergia envolveu a comunidade de Santa Joana, em Itamarandiba, em mais uma iniciativa socioambiental: transformar garrafas Pet em vassouras. A atividade foi ensinada para nove moradores durante o curso ministrado pelo Senar Minas, em parceria com a empresa e o Sindicato dos Produtores Rurais de Itamarandiba. Em 2019, a Aperam BioEnergia expandiu as ações do projeto para Capelinha e outras comunidades rurais, com a realização de três cursos de reciclagem de Pet nas comunidades rurais de Cisqueiro - Capelinha, Dom Serafim - Itamarandiba e mais uma turma em Santa Joana, além da gincana ambiental em mais escolas dos dois municípios.

 

Para coletar garrafas Pet, a Aperam BioEnergia mobilizou as escolas de Itamarandiba e Capelinha em gincanas ambientais, realizadas em 2018 e 2019. Somente na última edição, mais de 20 mil garrafas foram arrecadadas pelos estudantes e seus familiares. Kennedy Leonardo Costa, de 46 anos, é diretor da Escola Estadual Mestre João Silvério, de Itamarandiba, que mais arrecadou garrafas pet na última edição da gincana e, para ele, esse é um projeto que vale ser reconhecido por estimular a conscientização ambiental. “Essa é uma iniciativa que, além de conscientizar as pessoas e proporcionar uma opção de trabalho para as comunidades, ainda contribui para a proteção do meio ambiente porque dá utilidade aos materiais, evitando que sejam descartados de qualquer maneira”, afirma. 

E, em 2021, o projeto segue com algumas ações, mantendo todos os cuidados necessários para prevenir o avanço da Covid-19. Em janeiro de 2021 foi entregue cerca de 20 quilos de material de banner à comunidade Setúbal para produção de bolsas e, na próxima semana, será realizada mais uma capacitação no curso de Reciclagem de Pet por meio do Senar MG e Sindicato dos Produtores Rurais de Itamarandiba no Centro Social Mali Martin, com propósito de expandir a ação de reciclagem a outras pessoas e organizações.

 

Redação

O Vale Hoje - A mesma qualidade para diversas realidades!

Website.: www.ovalehoje.com.br E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

{{galo}} {{face}} {{zero}}
HomeNotícias da Região