Notícias da Região
Avalie este item
(0 votos)
Com novo protocolo do Coronavírus em MG, febre e mais outro sintoma respiratório, Itamarandiba passa para 08 casos suspeitos

O Comitê Municipal de Prevenção e Contingenciamento de Saúde da Covid-19 de Itamarandiba e Secretaria municipal de Saúde divulgaram uma nota de esclarecimento sobre a nova ordem do Governo do Estado de Minas Gerais, para que todas as pessoas que apresentarem febre e mais outro sintoma respiratório, que sejam todas colocadas como caso suspeito de Coronavíris, sendo assim, a partir de agora, os números aumentarão na cidade os casos suspeitos.

Esses pacientes deverão ficar em quarentena e não farão teste e ficarão como suspeitos no sistema, até que se faça o teste, apenas pacientes internados e com estado de saúde mais graves farão o teste mais rápido.

Já as orientações seguem da mesma forma, sendo o isolamento social a melhor forma de prevenção. Devido ao SUS por não suportar toda a demanda, caso apareça pessoas confirmadas com doença, podendo gerar um colapso no sistema de Saúde e muitos podendo até não receberem atendimento médico. Vale ressaltar que nos casos mais graves é necessário respiradores, em Itamarandiba conta com apenas 02 aparelhos.

Com o novo protocolo e os números atualizados nesta sexta-feira, 27, Itamarandiba passa para 08 casos suspeitos e nenhum confirmado de Covid-19.

Prevenção:

Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel

Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.

Evite aglomerações se estiver doente.

Mantenha os ambientes bem ventilados.

Não compartilhe objetos pessoais.

Avalie este item
(0 votos)
ACIAI/CDL não solicitou abertura do comércio que continuará fechado por prazo indeterminado, leia o Decreto Municipal nº 4628, de 2020

 

Confira a baixo a nota divulgada pela ACIAI/CDL em virtude a atualização do Decreto sobre as normas de restrição ao funcionamento do comércio, indústria e setor agropecuário em Itamarandiba.

ACIAI/CDL 

Na tarde de hoje, dia 26 de março de 2020, foi publicado o Decreto Municipal nº 4628, de 2020 que atualiza as normas de restrição ao funcionamento do comercio, indústria e setor agropecuário.

O Decreto atualizou a pedido da ACIAI/CDL as normas de controle sanitário do coronavirus em nossa cidade para adequá-lo as normas estadual e federal, sem contudo torna-lo menos rígido.

O Decreto Municipal nº 4628, de 2020, apenas atualiza as normas municipais a Deliberação COVID-19 nº. 17 do Governo do Estado de Minas Gerais e Decretos Federais que estipulam as atividades consideradas essenciais como serviços de borracharia, mecânicas, serviços postais, bancários, telecomunicações, internet bem como esclarece a possibilidade de trabalho interno em situações restritas e observadas as normas sanitárias como, por exemplo, manter distanciamento mínimo de 1,5 entre colaboradores.

As normas devem guardar com as normas estaduais e federais e observando-se a realidade local. 

O trabalho interno passou a ser permitido apenas para alguns segmentos cujas atividades possuem natureza administrativa como, por exemplo, contabilidades que são responsáveis por fazer fechamentos contáveis em geral, gerar folhas de pagamento, férias e afastamentos previdenciários, guias para pagamento de impostos e demais rotinas internas indispensáveis para manutenção de empregos.

Lembramos que as empresas estão impossibilidades de funcionar, mas encontram-se com seus CNPJs ativos e necessitam ficar em dia com suas obrigações fiscais, inclusive com a Prefeitura de Itamarandiba, no que se refere a impostos municipais.

Os estabelecimentos considerados não essenciais, cujas atividades são consideradas adiáveis continuarão fechados por prazo indeterminado, salvo exceções consideradas imprescindíveis, sujeitando os infratores a multas pesadas.

O texto do Decreto também esclarece duvidas relativas às restrições já existentes de segmentos que se encontram em atividade.

As medidas adotadas preservam o isolamento social e não comprometem a parcela da população com maior risco que continuam acauteladas com rigor.

Leiam o Decreto disponível em:

https://drive.google.com/file/d/1gZHbwswSRzWsq_OxibWfCSeejHFhglMP/view?usp=sharing

 

POR FAVOR FIQUEM EM CASA.

ACIAI/CDL

Avalie este item
(0 votos)
Prefeitura de Itamarandiba emite nota sobre novo caso suspeito de Coronavírus

Com o propósito de dar transparência aos fatos e ações desenvolvidas na precaução ao contágio do Coronavírus no município de Itamarandiba, o Comitê Municipal de Prevenção e Contingenciamento de Saúde da Covid-19 vem a público esclarecer que:

•Na data de hoje, 25 de março de 2020, o município de Itamarandiba notificou a Secretaria de Estado de Saúde (SES) acerca de mais um caso SUSPEITO de Coronavírus.

•O paciente está em casa, teve sintomas gripais, febre, tosse, coriza...

•A febre foi dias atrás e não apareceu de novo. 

• O paciente está sendo monitorado pela equipe da saúde do município.

•Todos os procedimentos de precaução foram aplicados e a pessoa em questão já está em isolamento.

•Em Itamarandiba NÃO FOI CONFIRMADO NENHUM CASO de Covid-19. 

A Prefeitura Municipal ressalta que itamarandibanos com febre e ou sintomas respiratórios, que viajaram ou mantiveram contato próximo de caso confirmado ou suspeito estão sendo mapeados. 

Na oportunidade o Comitê Municipal de Prevenção e Contingenciamento de Saúde da Covid-19 recomenda que a população atente-se aos cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o Coronavírus:

•Lavar constantemente as mãos, sobretudo após uso de transporte público e ou contato com pessoas em locais de aglomeração pública;

•Evitar levar as mãos ao nariz e aos olhos, cobrir a boca e o nariz ao tossir e espirrar;

•Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado;

•Não compartilhar objetos de uso pessoal;

 

Lar doce lar! Essa luta é de todos... Fique em casa!

 

 Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Itamarandiba

Avalie este item
(0 votos)
Barroso Contabilidade e Consultoria Contábil: Ações que podem ser adotadas pelas empresas para o enfrentamento do estado de calamidade pública decorrente do Coronavírus

Publicada em 22/03/2020 a Medida Provisória nº 927,  que estabelece ações de natureza
trabalhista que podem ser adotadas pelas empresas para o enfrentamento do
estado de calamidade pública decorrente do Coronavírus (covid-19).

Abaixo temos algumas perguntas e repostas para que possam ajudar o empregador e o empregado neste momento.

1º) Quais medidas podem ser adotadas pelas empresas de acordo com a MP nº
927?

a) o home office (teletrabalho);
b) a antecipação de férias individuais;
c) a concessão de férias coletivas;
d) o aproveitamento e a antecipação de feriados;
e) o banco de horas;
f) a suspensão de exigências administrativas em segurança e saúde no trabalho;
h) o adiamento do recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço -
FGTS.

2º) As medidas trabalhistas estabelecidas pelo Governo Federal através da medida provisórias são definitivas?
Não, essas medidas são temporárias e valem até 31.12.2020.

3 º) Uma dúvida do trabalhador é ainda não completei um ano de trabalho, a empresa pode antecipar minhas férias?

Sim. Pode efetuar o pagamento proporcional ou integral, podendo ser pago até o 5º dia do mês seguinte. O gozo das férias não pode ser inferior a 5 dias corridos.

4º) No caso de antecipação de férias, terei direito ao acréscimo de 1/3 previsto
na Constituição Federal?
Depende. A empresa tem a opção de pagar imediatamente ou até o dia
20.12.2020.

5º) Poderei “vender” parte das minhas férias?
Ao contrário do que ocorre em situações normais, a conversão de até 10 dias de gozo férias em dinheiro só pode acontecer se a empresa concordar.

6º) Trabalho na área de saúde e estou de férias. A empresa pode me convocar
para retornar antes do seu término?


Sim. As férias ou outras licenças não remuneradas dos profissionais da saúde poderão ser suspensas, desde que o empregado seja comunicado por escrito ou por meio eletrônico, preferencialmente com antecedência mínima de quarenta e oito horas.

7º) As regras das férias coletivas também mudaram?
Sim, pois a empresa não precisará comunicar a concessão de férias coletivas às autoridades competentes e ao sindicato com a antecedência mínima de 15 dias.

8º) Fui informado pela empresa que os dias de paralisação de suas atividades
podem ser compensados com futuros feriados. Isso é possível?
Sim, mas a empresa deverá comunicar ao empregado esse aproveitamento com antecedência. Por exemplo, a empresa suspendeu suas atividades entre 23 e 28 de março. Nesse caso, poderão ser compensados futuramente os feriados de 21, de abril, 1º de maio, 7 de setembro,
15 de novembro de 25 de dezembro. Essa regra se aplica aos feriados civis. Para
os feriados religiosos exige-se a concordância do empregado, manifestada por
escrito.


9º) A empresa na qual trabalho suspendeu suas atividades por 15 dias. Terei
que trabalhar posteriormente para compensar as horas não trabalhadas?
É  possível, desde que haja um acordo entre o empregado e o empregador por escrito ou pode ser substituída por autorização do respectivo sindicato em acordo ou convenção coletiva de trabalho. E por último deverá observar o limite máximo de duas horas extras diárias e jornada máxima
de 10 horas por dia.

10º) Fui contaminado com o coronavírus. Tenho direito a estabilidade no
emprego pelo prazo de 12 meses quando retornar ao trabalho?
Não, pois não é considerado como doença ocupacional, salvo se ficar comprovado o nexo causal, como pode ocorrer com trabalhadores de hospitais, por exemplo.

11º) Algumas dessas medidas previstas na MP nº 927 foram adotadas antes
mesmo de sua edição pela empresa na qual trabalho. Essas medidas são válidas?
Sim, são validas,  desde que tenham sido adotadas nos trinta dias anteriores ao dia
22.03.2020 e não contrariem as determinações contidas na referida MP.

12º) Há alguma mudança em relação ao FGTS?

 Sim. Suspende-se o recolhimento do FGTS referente aos meses de
março, abril e maio de 2020, que passarão a vencer em abril, maio e junho de
2020, respectivamente, salvo se houver despedida do empregado. Esse
recolhimento poderá ser parcelado, sem a incidência da atualização, da multa e
outros encargos.

No mais, essas medidas podem ser mudadas a qualquer momento, entre em contato com seu contador, ele é a pessoa mais indicada a tirar suas dúvidas neste momento.

 

Hianne Barroso

Avalie este item
(0 votos)
Comitê orienta e Prefeitura determina novas regras de prevenção à propagação do coronavírus. Transporte intermunicipal de passageiros está suspenso entre outras medidas

O Comitê Municipal de Enfrentamento e Contingenciamento da Covid-19 orientou o reforço e adoção de novas medidas de contenção à propagação do coronavírus no Município, as quais foram acolhidas em novo decreto publicado na tarde deste 24 de março. (Acesse o decreto 4627/20 AQUI)

As novas regras estabelecem maiores restrições sanitárias ao transporte intermunicipal de passageiros, estando a atividade suspensa, a contar deste 25 de março, pelo prazo de 15 (quinze) dias.  Com a medida, os ônibus do transporte intermunicipal de passageiros (Saritur e Pássaro Verde) ficam temporariamente impedidos de adentrarem ao perímetro urbano de Itamarandiba.

O transporte municipal, nas linhas da zona rural, antes operando com lotação restrita de passageiros, também foi suspenso pelo prazo de 15 (quinze) dias.

O decreto também redefiniu as regras de circulação de veículos automotores em geral e estabeleceu novas orientações. A partir de agora, motociclistas são orientados a circularem sem o “garupa” e a não compartilharem capacetes. Taxistas e ou motoristas auxiliares que sejam idosos e ou de grupo de risco também não poderão exercer a atividade, devendo o condutor ser substituído nestas hipóteses, tendo em vista a maior vulnerabilidade ao coronavírus. Os veículos em geral devem seguir circulando com as janelas abertas e com apenas um passageiro assentado no banco de trás. Já os veículos coletivos afetos a atividades essenciais devem circular observando as restrições quanto a lotação máxima de até 08 (oito) passageiros, além de reforçarem as medidas de higienização dos veículos.

Os serviços de hotelaria (hotéis, pousadas e ou receptivos familiares) também foram proibidos de funcionar. Os estabelecimentos têm até amanhã para a desocupação. Alguns estabelecimentos, porém, já tinham suspendido suas atividades.

O comércio aos domingos segue autorizado apenas para padarias, farmácias e postos de combustíveis. O horário também é reduzido ao funcionamento de farmácias/drogarias.

Outras orientações de prevenção à população também constam no decreto, dentre elas destacam-se:

- Não sentar em espaços ou fazer uso de equipamentos públicos, como calçadas, brinquedos, academias ao ar livre, pedrados, bancos públicos, etc.

-  Evitar o contato com superfícies comumente tocadas pelas pessoas;

-  Evitar a ter grupos de conversa na rua;

- Evitar, sempre que possível, nos estabelecimentos, tocar em vários produtos ao exercer suas escolhas de compras;

- Se já se encontra em casa evite mudar para outro local para cumprimento de sua “quarentena”;

- Se possui em seu grupo familiar pessoa idosa, criança e ou pessoa de grupo de risco, não as deixem sair de casa para realizar compras, outro membro da família, sempre que possível, deve se encarregar de tais tarefas;

- Não sair de compras com frequência, adquira tudo o que necessite para o provimento do lar por certo período.

O decreto também estabeleceu as penalidades administrativas, em atenção ao estabelecido no Código Sanitário Municipal, com a fixação de multas que podem variar de R$195,00 a mais de R$ 2.000,00 para caso de descumprimento de preceitos e reincidência de infrações em face dos regulamentos sanitários baixados pelo Município na contenção da pandemia do coronavírus. Dentre as infrações constam a disseminação de notícias falsas “fake news” e o desacato aos servidores públicos no exercício de suas atribuições de contingenciamento à propagação do coronavírus.

O decreto mantém ainda a suspensão, por tempo indeterminado, da feira municipal.

OBS: Caso necessário for, a qualquer momento o executivo poderá rever e aperfeiçoar as medidas estabelecidas.Da redação: Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Itamarandiba

Fonte: ASCOM Prefeitura de Itamarandiba

Avalie este item
(0 votos)
Itamarandiba segue sem nenhum caso confirmado por Coronavírus

Hoje, 24 de março, com a atualização dos números de casos do Coronavírus em Minas Gerais, 130 casos foram confirmados, além de 11.832 mil com suspeitas, o número positivo fica por parte de 00 óbitos.

O caso suspeito de Itamarandiba(01) se soma aos mais de 11 mil casos suspeitos em Minas Gerais, isso por que o resultado do exame é demorado devido a grande demanda nesse momento para a realização dos exames.

Já na cidade de Carbonita, agora, são 02 casos suspeitos. 

 

{{galo}} {{face}} {{zero}}
HomeNotícias da RegiãoAperam BioEnergia abre vaga de emprego para pessoas com formação em Engenharia Florestal, Agronômica ou Agrícola