E.E. Coronel Joanas Câmara: Alunos do 5º ano da professora Maria Lúcia, realizam produção de texto sobre a pandemia e o impacto na vida escolar

Mai 22, 2021 Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Em um rico trabalho on line com os alunos do 5º ano da Escola Estadual Coronel Jonas Câmara, a professora Maria Lúcia, em uma aula de produção de texto faz um resgate das memórias afetivas de seus alunos para produzirem o gênero textual “relato de memória”. O resultado desse brilhante trabalho foi a elaboração coletiva de um texto em que os alunos conduzidos com maestria pela professora discorreram sobre a pandemia e o impacto da mesma em suas vidas escolares.

 

 

 

PRODUÇÃO COLETIVA- GÊNERO TEXTUAL: RELATO DE MEMÓRIA RELEMBRANDO OS VELHOS TEMPOS

 

No início de 2020, mais precisamente até o dia 17 de março, enquanto todos os noticiários falavam de uma tal pandemia do novo coronavírus, eu levantava cedo, e depois de escovar os dentes e tomar café da manhã, fazia a tarefa escolar e estudava o que o tínhamos trabalhado no dia anterior. Depois tomava um bom banho, almoçava, arrumava os materiais escolares e lá ia eu para a sala de aula.

Naquela tarde, a escola avisou que que ficaríamos em casa por 3 dias, até que o governo decidisse como ficariam nossas aulas, já que podíamos ser contaminados e também carregar o vírus e contaminar nossas famílias.

Nós bem achamos que duraria pouco tempo, mas já passou um ano e ainda estamos aqui, fazendo aulas online. Não somente as escolas fecharam, mas tambémos comércios não essenciais e os pontos de lazer. Ainda bem que os cientistas conseguiram desenvolver vacinas que combatem a doença.

A cada dia, eu fico pensando: quando é que as aulas presenciais vão voltar? Estou com muitas saudades de estar com meus colegas e meus professores e gostaria de conhecer a professora Lúcia pessoalmente.

Quantas saudades do recreio, da merenda, dos colegas e das brincadeiras que fazíamosno pátio da escola. Ai, ai!!! Eu só queria voltar no tempo e aproveitar aquelas coisas que não pensaríamos que poderiam acabar.

Sinto falta de todas as aulas, porque naquele momento eu podia sentir que gostava de estudar, mesmo não sabendo muito. Também sinto saudades das aulas de Educação Física, principalmente das queimadas, que é atividade que mais gosto. A cada dia que passa, sinto saudades até dos xingamentos, porque é melhor estar sem esse vírus do que ficar em casa, presa sem poder fazer muitas coisas.

Lembro de cada momento feliz que passei na escola, mas logo, logo estaremos juntos novamente. Tenho esperança de abrir o portão e ver um mundo novo, diferente, sem o vírus lá do lado de fora.

Mas, o mais importante é agradecer por estarmos bem e ter esperança para o voltarmos ao normal. Lembro de cada momento de antes do covid-19. Quando passo perto da escola lembro daqueles momentos das brincadeiras novas que só aprendíamos na prática.

Contudo, acredito que com fé em Deus, tudo isso vai passar e em breve, tudo voltará ao normal e poderemos nos reencontrar e matar a saudade. Poderemos passar mais tempo com nossos colegas, com as aulas e reencontrar todas as pessoas que faz tempo que não vemos. A esperança é nossa base, porque ela é a última que morre e a confiança em Deus é nosso guia.

 

Alunos e professora do 5º ano REG1-2021- E.E.C.J.C- maio de 2021.

 

 

Redação

O Vale Hoje - A mesma qualidade para diversas realidades!

Website.: www.ovalehoje.com.br E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

{{galo}} {{face}} {{zero}}
HomeEducaçãoPolo Unopar Itamarandiba realiza aula inaugural dos cursos de Educação a Distância (EAD)