Moradores dos bairros Cidade Jardim e São Geraldo reclamam da falta de água há mais de sete dias. Município acionou a justiça para obrigar a COPASA a normalizar o serviço

Out 14, 2020 Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

A falta de água recente em toda a cidade ainda não acabou para muitos moradores, é o caso de algumas famílias no bairro Cidade Jardim e alto do bairro São Geraldo.

Na quarta-feira, 07 de outubro, um transformador que permite o fornecimento de água pela Copasa à cidade foi danificado por raios. Após alguns dias, ainda no sábado, o transformador foi ligado, fazendo a água voltar para uso da população. O fato causou revolta de toda população e ainda um manifesto do prefeito municipal, para abrir uma sindicância contra a empresa.

Hoje, 14 de outubro, muitas casas já voltaram a receber o abastecimento de água normalmente, mas ainda assim, muitas casas que ficam no alto da cidade não recebem uma gota de água há mais de sete dias.

Os moradores relatam que têm que tomar banho na casa de parentes, enquanto a limpeza da casa e roupas ficam em segundo plano. Há relatos de pessoas que não tomam banho há dias, sendo que, em meio à pandemia do covid-19, um dos principais fatores de risco é justamente a falta de higiene.

Os moradores da Rua Bahamas, no bairro Cidade Jardim, relatam que estão em uma situação complicada e não entendem o porquê de algumas casas da Rua Colômbia terem água à noite, pois são ruas próximas, e nas casas mais abaixo não há uma gota de água para beber.

Nossa reportagem foi até o escritório da Copasa, mas, em razão da pandemia, o local se encontra com atendimento restrito.

A Prefeitura Municipal, por sua vez, manifestou que vem adotando todas as medidas administrativas e até judiciais para que a COPASA normalize o abastecimento público na cidade, uma vez que já se extrapolou, em muito, o prazo razoável para a manutenção dos equipamentos e saneamento da prestação defeituosa do serviço.

De acordo com o procurador do Município, Dr. Pedro Afonso, foi ajuizada uma ação civil pública em face da COPASA, no intuito de garantir o abastecimento alternativo da população e a completa normalização do abastecimento que já afeta, inclusive, os serviços públicos essenciais de saúde.

No fechamento desta reportagem, o Itamarandiba Hoje obteve a informação que o Poder Judiciário local acolheu o pedido do Município, sendo publicada no final da tarde deste 14/10 uma decisão liminar que obriga a COPASA  a normalizar o serviço de abastecimento na cidade, no prazo de 24h, além de garantir o abastecimento alternativo à população afetada até a normalização completa dos serviços. A empresa ainda será cientificada da decisão.

Acesse o link e confira a decisão: 

https://drive.google.com/file/d/1Kk0kfaFMI1L5ZdvpoQI95zjfrXoqxor-/view?usp=sharing

 

Redação

O Vale Hoje - A mesma qualidade para diversas realidades!

Website.: www.ovalehoje.com.br E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

{{galo}} {{face}} {{zero}}
HomeCotidianoMoto é recuperada pela Polícia Militar antes que proprietária soubesse do furto