Política
Avalie este item
(0 votos)
Prefeitura de Itamarandiba corta gratificações, comissões e exonera servidores comissionados para garantir pagamento de dezembro e 13º salário

...

A grave crise financeira que afeta os municípios mineiros fez com que a Prefeitura Municipal de Itamarandiba adotasse medidas que possam garantir o pagamento de dezembro e o 13º salário dos servidores municipais. Dentre as ações definidas pelo executivo municipal está o corte de gratificações, comissões e a exoneração de servidores comissionados.

 
A notícia foi confirmada pelo prefeito de Itamarandiba, Luiz Fernando Alves, durante reunião, realizada na sexta-feira, 23/11, que contou com a presença das partes interessadas. Na ocasião, Alves apontou em gráficos explicativos a real situação das finanças do município itamarandibano; que se agravou com os constantes atrasos no repasse de recursos provenientes do Governo do Estado. A dívida do Governo de Minas com Itamarandiba ultrapassa 11,5 milhões de reais. 
 
Com a decisão, a Gestão Municipal espera enxugar aproximadamente 300 mil reais na folha de pagamento. O prefeito Luiz Fernando afirmou que lamenta a situação dos servidores e seus familiares, entretanto destacou que, caso não adotasse tal medida, os vencimentos, de todo o quadro de funcionários, ficariam comprometidos. “Buscamos de todas as maneiras evitar que a situação chegasse a esse ponto. Mas, infelizmente não encontramos outra saída que apresentasse melhores resultados econômicos. Ou fazemos os cortes ou não haverá dinheiro para quitarmos o salário de dezembro e o 13º. Nossa responsabilidade e comprometimento em honrar os compromissos fizeram com que tomássemos difícil decisão.”, lamentou Alves.
 
Entre efetivos e contratados, a Prefeitura Municipal de Itamarandiba possui em seu quadro de funcionários 1.290 pessoas. Com estes, são gastos cerca de 2,5 milhões de reais (contabilizados os encargos). 
 
Fonte: Ernane Frois Ascom: Prefeitura Municipal de Itamarandiba
Avalie este item
(0 votos)
Câmara de Itamarandiba forma Comissões Permanentes para o biênio 2019/2020

...

A Câmara Municipal realizou na reunião da última segunda-feira, 19/11, a formação das Comissões permanentes para o Biênio 2019/2020.

As comissões são formadas por indicação dos líderes de cada partido, e ficaram da seguinte forma:

 

  • COMISSÃO DE LEGISLAÇÃO, JUSTIÇA E REDAÇÃO FINAL:

Claudinei Alves da Cruz Fernandes (Avante)

Lourdes Gomes Vieira (PRTB)

Valdir Bispo Silva (PP)

 

  • COMISSÃO DE FINANÇAS, ORÇAMENTO E TOMADA DE CONTAS:              

Juvenal da Conceição Dias (PT)

Vicente Andrade Silva (PRTB)

Vanderlei Carneiro Fernandes (PR)

 

  • COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL:

Marlene Moreira Pereira (Avante)

Eduardo Cesar Moreira (PSDB)

Douglas Messias Gandra (PP)

 

  • COMISSÃO DE OBRAS PÚBLICAS E SERVIÇOS URBANOS:

Ciderley Nunes Cena (PT)

Marcio Daniel Morais (PSDB)

Claudinei Alves da Cruz Fernandes (Avante)

 

  • COMISSÃO DE SEGURANÇA E MEIO AMBIENTE:

 Vanderlei Carneiro Fernandes (PR)

Juvenal da Conceição Dias (PT)

Douglas Messias Gandra (PP)

Fonte: Câmara de Itamarandiba

Avalie este item
(0 votos)
Dívida do Governo do Estado com o município de Itamarandiba ultrapassa 11,5 milhões de reais

Na última terça-feira, 20, prefeitos dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri fizeram um protesto contra o atraso de repasse de recursos do governo de Minas Gerais aos municípios. Os gestores montaram acampamento em frente à portaria principal da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e prometem ficar acampados até que o governo estadual dê algum retorno sobre a falta de recursos.

O prefeito de Itamarandiba, Luiz Fernando Alves, participa do movimento e tem demonstrado grande preocupação com a situação. Ele exemplificou sua apreensão em posse de dados divulgados pela Associação Mineira de Municípios (AMM) que apontam uma dívida de R$ 11.559.381,39 (onze milhões, quinhentos e cinquenta e nove mil, trezentos e oitenta e um reais e trinta e nove centavos) do Governo de Minas Gerais para com o município itamarandibano.

De acordo com o prefeito Luiz Fernando, em Itamarandiba o setor mais afetado é o da Educação, visto que os professores não receberam o valor integral dos vencimentos referente ao mês de outubro, além disso, a verba para serviço de Transporte Escolar e área da Saúde também não foi repassada. “Todos sabem que a nossa Administração passa pela pior crise financeira de todos os tempos. No entanto, estamos firmes trabalhando pelo desenvolvimento da nossa cidade. Mas, é importante as pessoas saberem que se o Estado de Minas Gerais não repassar os recursos, que são de direito dos municípios, poderá haver um colapso em todas as cidades do Estado. Em Itamarandiba já encontramos dificuldades para pagar salários e fornecedores. São mais de 11 milhões de reais de dívidas com o nosso município, e os valores do FUNDEB e ICMS não foram repassados nessa semana.”, desabafou Alves.

Fonte: Ernane Frois Ascom: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

 

Avalie este item
(0 votos)
Mutirão de limpeza: Em 03 meses de trabalho Prefeitura de Itamarandiba retira 265 caminhões de entulhos da cidade

A Prefeitura de Itamarandiba, através das Secretarias Municipais de Saúde, Obras e Serviços Urbanos, concluiu, na primeira quinzena de novembro, o mutirão de limpeza “Sono Bom” iniciado em 23 de agosto nos bairros itamarandibanos.  

Segundo o secretário Municipal de Saúde, Antonio Andrade, durante os 03 meses de trabalho a ação conjunta contou com o envolvimento de várias profissionais que com apoio de maquinários retiraram 265 caminhões de entulhos; os quais foram descartados de maneira correta e segura.   

Ainda de acordo com o secretário, a Prefeitura de Itamarandiba está intensificando a limpeza urbana; inclusive construindo uma Usina de Tratamento de Lixo. Contudo, ele lembra que apenas as ações da Prefeitura não são suficientes para que exista uma cidade limpa e agradável para se viver; a responsabilidade e envolvimento devem ser de todos.

Vale ressaltar que o mutirão de limpeza fez parte do “Programa Sono Bom” que teve a finalidade de combater a proliferação de pernilongos e Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus. Sendo assim, a força-tarefa focou os trabalhos na coleta do lixo e entulhos em quintais, ruas e lotes vagos, e ainda, na carpina das margens e limpeza ao longo do leito dos Rios São João, Bexiga e Ponte de Terra, mananciais que cortam a cidade.

Fonte: Ernane Frois Ascom: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

Avalie este item
(0 votos)
Prefeitura e Câmara Municipal abraçam causa do Dr. Sebastião Gusmão e viabilizam implantação do Museu Dr. Alphonse Pavie em Itamarandiba

Momento histórico para a cultura de Itamarandiba. Assim pode ser resumida a reunião realizada no gabinete da Prefeitura Municipal, no dia 12 de novembro de 2018, e que contou com a presença do prefeito, Luiz Fernando Alves, vice-prefeito, Lete Monteiro, médico historiador, Dr. Sebastião Gusmão, presidente da Câmara, Lourdes Gomes Vieira, vereadores e médico, Dr. Luiz Eduardo Miranda Gonzaga.

O encontro teve como objetivo a premissa da implantação do Museu Dr. Alphonse Pavie, grande ícone da moderna medicina de Minas Gerais que no início do Sec. XX trouxe à Itamarandiba um atendimento de saúde de nível científico europeu. Uma medicina comparável ao de seu país de origem, a França, e exercida pela elite médica de Juiz de Fora e Belo Horizonte, centros médicos do Estado naquela época.

De acordo com o médico historiador, Dr. Sebastião Gusmão, todo acervo está concluído faltando apenas o espaço físico para que o memorial seja implantado de maneira definitiva. Ainda, segundo Gusmão, o lugar mais apropriado para a instalação do museu seria o imóvel onde funcionou a antiga Santa Casa de Misericórdia de Itamarandiba; o prédio, projetado e construído em 1.911 pelo próprio Dr. Alphonse, é cópia do Hôtel-Dieu (Casa de Deus) considerado o mais antigo hospital da cidade de Paris; nele estudou os patriarcas Pavie. “Foram anos de pesquisas que resultaram na compilação de vasto material fotográfico, manuscritos, objetos e outros itens que merecem ser preservados e colocados à disposição do público. O que nos falta para criarmos o Museu Alphonse Pavie é o espaço físico; e tenho para mim que o lugar mais apropriado para tal seja o imóvel da antiga Santa Casa onde hoje funciona a Prefeitura Municipal e que em anos remotos serviu de ambiente para atendimento de inúmeras pessoas que até então eram carentes de qualquer atenção médica.”, explicou.

Ao ressaltar a importância de se criar em Itamarandiba um espaço que servirá de instrumento de preservação da memória cultural, o prefeito Luiz Fernando, em consenso com os representantes do Legislativo Municipal, demonstrou grande interesse em estabelecer junto ao Dr. Sebastião Gusmão parceria que viabilize a implantação do Museu Dr. Alphonse Pavie. “Esse encontro é apenas o embrião de algo muito grande e valioso que virá para salvaguardar a conexão existente entre passado, presente e futuro do nosso povo. E com a união da Prefeitura e Câmara, aqui representada por 11 vereadores, com certeza iremos alcançar nosso objetivo.”, diz Alves.

Entretanto, o chefe do executivo observou que o imóvel vislumbrado para o projeto é de propriedade da Aperam BioEnergia. Sendo assim, o prefeito se comprometeu em procurar a empresa para dialogar e chegar a um acordo para que importante memorial seja instalado na cidade. “Acreditamos que o imóvel da antiga Santa Casa seja o ideal para abrigar o rico acervo que retrata a história de um homem que estava à frente do seu tempo. O local está em boas condições de uso; necessitando apenas de pequenos reparos. Feita essa aliança de apoio, o próximo passo é procurarmos a Aperam BioEnergia para apresentar à ela a importância que o projeto tem dentro da conjuntura histórica cultural do nosso município.”.

Além do prefeito, vice-prefeito e médicos, fizeram-se presentes ao encontro os vereadores: Ciderlei Cena, Marcinho do Waltão, Vicentinho Mecânico, Douglas Gandra, Delei do Contrato, Juvenal Pedreiro, Nei Barrela, Eduardo Moreira, Lourdes Gomes, Valdir Pedreiro e Heli Nunes.     

Fonte:  Ernane Frois Ascom: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

Avalie este item
(0 votos)
Vereador Valdir Bispo consegue R$150.000,00 reais para o Hospital Municipal de Itamarandiba, através de emenda do deputado federal Luis Tibé

Nos últimos anos o Hospital Municipal de Itamarandiba, tem passado por grandes transformações, com investimentos e melhorias em seus serviços prestados a população. Para um melhor atendimento a comunidade, o vereador Valdir Bispo, conhecido popularmente como Valdir Pedreiro, foi em busca de mais recursos para o Hospital Municipal.

Através de um pedido feito ao deputado federal Luis Tibé, o vereador Valdir Bispo conseguiu o valor de R$150.000,00 para serem investidos no Hospital Municipal. Esse valor será revestido em melhorias como procedimentos médicos, realização de exames e compra de medicamentos.

 “Na oportunidade agradeço primeiramente a Deus, por me dar força para continuar lutando pela população de Itamarandiba, agradeço ao deputado Luis Tibé por atender ao meu pedido, ao prefeito Luis Fernando que não tem medido esforços para melhorar nosso Município. Reafirmo meu compromisso em continuar meu trabalho nas áreas da Saúde, Obras, Esporte e Assistência Social, pois na medida do possível continuo participando de mutirões com vários companheiros na construção de casas para famílias carentes”. Disse o vereador Valdir Pedreiro.  

 

{{galo}} {{face}} {{zero}}
HomePolítica