Notícias da Região
Avalie este item
(0 votos)
Previsão de tempo frio para Itamarandiba nos próximos dias

No final da semana passada pudemos sentir o friozinho do outono, anunciando o inverno. Este deve se iniciar no dia 21 de junho, mas o frio já pode ser sentido em meados de maio.

Segundo a previsão do site Climatempo, esta semana terá temperatura mínima de 13° na quarta e sexta-feira. Nos outros dias, mínimas de 14 e 16°.

Os agasalhos já estão sendo retirados dos guarda-roupas e hábitos já estão sendo mudados devido ao frio, além dessa época do ano as pessoas se vestirem com mais elegância com casacos, cachecóis e botas é muito importante se prevenir com doenças típicas nessa época do ano.

 

Dicas contra Gripes e resfriados:

1. Mantenha uma alimentação saudável e equilibrada.

2. Invista numa hidratação com bebidas saudáveis é fundamental.

3. Pratique atividade física regularmente.

4. Descanse e tenha boas noites de sono. Em conjunto com as medidas acima, esse hábito também fortalece o sistema de defesa do organismo.

5. Quem convive com alguma doença deve mantê-la controlada a partir de orientação do médico.

6. Cheque a carteirinha de vacinação. Ela deve estar sempre em dia. Lembre-se que está na época da campanha de vacinação contra a gripe. Vá ao posto de saúde mais perto de sua casa e confira se você deve receber a vacina.

7. Diante dos primeiros sintomas de gripe ou resfriado, é importante procurar um médico para que seja iniciado o tratamento adequado.

8. Invista em higiene. Lave sempre as mãos. É a medida mais eficaz para evitar a transmissão dessas doenças.

9. Ao tossir ou espirrar, proteja a boca e o nariz com as mãos ou lenço. Depois não se esqueça de lavá-las. Evite uso conjunto de copos, talheres e toalhas.

10. Evite ambientes fechados e aglomerações. Deixe sua casa e seu ambiente de trabalho sempre arejado.

Avalie este item
(0 votos)
Polícia Militar de Minas Gerais abre inscrições para concurso a partir de 18 de maio

Serão 1.410 vagas para soldado com remuneração inicial é de R$ 4.098,00 e diversos benefícios como planos de saúde e odontológico, escola para os filhos, dentre outros

 

 

Foi publicado o edital do concurso para soldado da Polícia Militar de Minas Gerais. São 1.410 vagas para candidatos com nível médio de escolaridade, e remuneração inicial de R$4.098,00.

Além da remuneração, os soldados da Polícia Militar de Minas Gerais terão direito a diversos benefícios, como planos de saúde e odontológico, escola para os filhos, passe livre para transportes, clube recreativo, abono fardamento e facilidade de ascensão na carreira.

A categoria vem sendo a cada dia mais valorizada pela sociedade e pelo Governador de Minas, Fernando Pimentel, que está comprometido com a melhoria nas condições da corporação. Segundo o governador, “a Polícia tem que ser respeitada e para ser respeitada tem de estar equipada, preparada, bem remunerada e bem treinada”.

Os interessados devem fazer a inscrição no período entre 18 de maio e 18 de junho de 2015, por meio do site www.pmmg.mg.gov.br/crs.  A taxa de inscrição é de R$ 122,95.

O processo seletivo consistirá em quatro fases, incluindo: provas de conhecimentos (objetiva e dissertativa), exames de saúde (preliminares e complementares), teste de capacitação física (TCF), avaliações psicológicas e exame toxicológico.

As provas objetiva e dissertativa serão realizadas no dia 02 de agosto de 2015.

Outras 1.590 vagas serão abertas em um novo concurso, já autorizado pelo governador Fernando Pimentel, que será divulgado posteriormente. Com estas, confirma-se a previsão da contratação de novos 3 mil soldados em 2015.

Este é o começo de uma das maiores contratações da história da Polícia Militar de Minas Gerais.  Ao todo, 12 mil soldados serão admitidos a partir deste ano. Até o final de 2018, três outros concursos serão abertos para o preenchimento das demais 9.000 vagas.

Avalie este item
(0 votos)
Qual é a relação entre a amamentação e os dentes?

A amamentação é incentivada, porque o leite materno é o alimento mais completo e digestivo, além de prevenir doenças. Crianças amamentadas no peito apresentam melhor desenvolvimento mental e maior equilíbrio emocional.

Quando a criança é amamentada, não está apenas sendo alimentada, mas também está fazendo um exercício físico importante para desenvolver sua face. Ao nascer, o bebê tem o maxilar inferior muito pequeno, que irá alcançar equilíbrio no tamanho em relação ao maxilar superior, tendo seu crescimento estimulado pela sucção do peito, e desenvolvimento da musculatura bucal.

As vantagens de maxilares desenvolvidos são, o melhor alinhamento dos dentes, o que diminui a necessidade de uso de aparelhos ortodônticos no futuro, além de dentes encavalados aumentarem o processo de cáries; a musculatura firme favorece a fala; a criança aprende a respirar corretamente pelo nariz, evitando doenças respiratórias como, amigdalite, pneumonias, cáries e gengivites, decorrentes do ressecamento dos dentes ao respirarem pela boca; e o processo da amamentação prepara a criança para a mastigação.

DICA:Segundo o Dr. Wilkning (Kning), a primeira consulta odontológica de uma criança deve ser antes do nascimento de seu primeiro dentinho, pois nesse primeiro encontro, o dentista orienta a respeito da higienização, dieta e como proceder quando os dentes começarem a irromper e a incomodar o bebê.

FELIZ DIA DAS MÃES!

http://www.consultorioleokning.com

Avalie este item
(0 votos)
Projeto Amigos do Hospital de Itamarandiba está em pleno funcionamento

O projeto é direcionado para grupos, como empresas e associações, dando aos seus funcionários e associados bons descontos no serviço prestado no Hospital de Itamarandiba

 

O Hospital de Itamarandiba, lançou recentemente o projeto Amigos do Hospital de Itamarandiba que já conta com muitas empresas associadas. Este projeto visa oferecer atendimento personalizado aos funcionários das empresas e membros de Associações de Pequenos Produtores Rurais que não possuem plano de saúde, entendendo-se a atenção às suas famílias. Não se trata de um plano de saúde, mas, sim de interação social.

Os portadores dos cartões do projeto têm direito a atendimentos variados, no interior do Hospital, a preços que possam chegar ao alcance de todos, sempre levando em conta o exercício de filantropia. O Hospital de Itamarandiba oferece diversos serviços, dentre eles: exames laboratoriais, de raio-x, de ultrassonografia, pré-natal e todos os exames relacionados à gestação, internações obstétricas (parto normal e cesariana), curativos em geral (gratuitamente), serviços de profissionais de nível médio (pressão arterial, injeção), pequenas cirurgias ambulatoriais, e consultas a preços populares.

O Hospital de Itamarandiba também se compromete a fazer a divulgação de seus parceiros nos informativos periódicos do Hospital, inclusão do nome da empresa parceira no facebook e site do Hospital, inclusão do nome da empresa parceira no verso do cartão/saúde, e autorizar para que a empresa possa divulgar que é parceira do Hospital de Itamarandiba.

            Para usufruto deste serviço, o Hospital de Itamarandiba espera da empresa e entidades parceiras, o encaminhamento de seus funcionários para exames periódicos no Hospital, e autorizar o débito em sua conta de água da COPASA, em favor do Hospital a título de doação.

Nº de Funcionários

Valor pago pela empresa

Até 10

R$ 20,00

Até 20

R$ 30,00

Até 30

R$ 40,00

Até 40

R$ 50,00

Até 50

R$ 60,00

Acima de 50

R$ 100,00

 

 

Orientações sobre o cartão/saúde:

O proprietário da empresa ou quem de direito, será amigo do Hospital de Itamarandiba da seguinte forma:

a)      As partes farão um contrato particular de parceria, onde constarão direitos e deveres de cada um;

b)     A empresa parceira receberá os cartões/saúde, que serão distribuídos a seus funcionários;

c)      Ao funcionário casado, o cartão/saúde se estenderá a seus dependentes, que residirem na mesma casa;

d)     Ao funcionário solteiro será liberado apenas o seu cartão/saúde;

e)      Aos portadores do cartão/saúde, serão conferidos descontos especiais, que poderão chegar em até 60% sobre o valor do particular normal;

f)       Os portadores dos cartões terão direito aos descontos pré-estabelecidos, em tabela de preços, desde a consulta até a internação, sendo apenas no Hospital de Itamarandiba;

g)     Os exames laboratoriais, também serão inclusos na parceria;

h)     Os preços reduzidos são de caráter filantrópico e serão pagos à vista;

i)       Os usuários do cartão/saúde deverão estar de posse de seus documentos pessoais e do cartão, no ato do atendimento.

 

Avalie este item
(0 votos)
Brasil quer imunizar 49 milhões contra a gripe; vacinação inicia dia 4

  Começa na próxima segunda-feira (4) a campanha nacional de vacinação contra a gripe, com a distribuição de 54 milhões de doses para os chamados “grupos prioritários”. Segundo o Ministério da Saúde, foram investidos R$ 487 milhões na ação, que segue até 22 de maio.

Fazem parte do grupo vulnerável as crianças de 6 meses a menores de 5 anos, doentes crônicos, idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde, povos indígenas, gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, presos e funcionários do sistema prisional, além da população indígena.

A meta deste ano é imunizar 49 milhões de pessoas. Em 2014, 44,3 milhões receberam a vacina, o equivalente a 86,7% do total previsto pelo ministério.

A dose, via injeção, protege contra os subtipos do vírus influenza: H1N1, H3N2 e B. O dia “D” da campanha, dia nacional de mobilização, será em 9 de maio.

  Em 2015 não houve a inclusão de um novo grupo prioritário. No entanto, Carla Domingues, coordenadora do programa nacional de imunização, disse que é preciso fortalecer a participação das gestantes, que têm maior risco de complicação caso contraiam a gripe.
“Ao vacinar [uma grávida], ocorre a imunização passiva do bebê, que passa a ser protegido até os seis meses de idade, período quando a criança receberá a dose”, explica.

De acordo com o governo, 1.794 pessoas foram internadas no ano passado em decorrência de complicações da gripe e 326 morreram. A cepa H1N1 foi a que provocou o maior número de óbitos (163), seguido do H3N2 (105).

Atraso na entrega
De acordo com os técnicos do ministério, todas as 54 milhões de doses serão distribuídas pelo Brasil. Eles alegam que, devido ao processo de logística, podem haver pontuais atrasos na entrega das vacinas. "Não é possível distribuir as doses ao mesmo tempo. Temos que pedir transporte, liberação alfandegária (...) o que pode acontecer é faltar em um dia, mas no outro haverá reposição. É uma questão de acomodação do processo", disse Carla.

O ministro Arthur Chioro complementou o assunto alegando que "não faltará vacina" para o público. Além disso, ele comentou sobre o que considera boato o fato de quem tomar a vacina vai desenvolver a gripe.

“A vacinação é extremamente segura. A enfermidade mais comum entre nós é o resfriado, produzido por outros vírus que não causam a gripe. É possível que você fique resfriado, mas a proteção contra as três cepas do vírus será garantida efetivamente com a vacina. A proteção é coletiva, porque a circulação dos vírus fica atenuada”, explica.

De acordo com o ministério, o medicamento é contraindicado a pessoas com histórico de reação anafilática em doses anteriores e a quem tem algum tipo de alergia grave à proteína do ovo, uma vez que a dose é produzida em embriões de galinha.

Fonte: G1

Avalie este item
(0 votos)
Campanha Nacional de Vacinação contra a Febre Aftosa começar nesta sexta-feira

Começa, nesta sexta-feira (1º/4), em Minas Gerais, a primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Febre Aftosa.  A expectativa do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) é de que todo o rebanho, estimado em 23,5 milhões de bovinos e bubalinos, seja imunizado em todo o estado, até o dia 31 de maio. A vacinação é a única forma de proteger os animais contra a doença e deve ser feita duas vezes ao ano, em maio e em novembro. Nesta primeira etapa, os animais de todas as idades devem ser imunizados.

Minas Gerais é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como área livre de febre aftosa com vacinação. Segundo o fiscal agropecuário do IMA, Sérgio Luiz Lima Monteiro, a manutenção desse status é fundamental para os produtores e toda a cadeia produtiva da carne, leite e derivados. “Caso ocorra o aparecimento de focos da doença no país é disparado um alerta internacional, que faz com que os países importadores acionem as barreiras sanitárias e suspendam a compra de todos produtos de origem animal (animais vivos e produtos processados)”, explica.

Para se ter uma ideia do impacto econômico que um rebanho doente pode trazer ao estado, dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e analisados pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) mostram que o conjunto de produtos cárneos (bovino, frango, suíno e peru) somou US$ 974,6 milhões no ano passado, representando 12% do total de exportações do agronegócio mineiro. No caso de um embargo internacional, os demais produtos da pecuária também ficam prejudicados e não somente a bovinocultura.

O prejuízo para os pecuaristas não se restringe apenas ao bloqueio das exportações e queda imediata de seu faturamento. No caso da doença atingir o rebanho é necessário o sacrifício, tanto dos animais infectados como daqueles que tiveram contato com os animais doentes.

O diretor-geral do IMA, Márcio Botelho, reforça a importância de se manter o rebanho vacinado para a geração de divisas – por meio das exportações de produtos cárneos - para a economia mineira e brasileira. “É importante ressaltar também que ao longo dos anos os produtores têm garantido a vacinação dos animais e, com isso, dão uma importante contribuição para o agronegócio de Minas e do Brasil”, diz.

 

Procedimentos

Para adquirir a vacina basta o produtor se dirigir ao estabelecimento autorizado para a venda do produto, munido de carteira de identidade e CPF. Segundo o fiscal agropecuário Sérgio Monteiro, após a compra, a conservação correta é fundamental para garantir a eficácia na imunização do rebanho. “A vacina deve ser mantida em caixa de isopor com gelo, numa temperatura entre três e oito graus centígrados. Durante a aplicação, cuidar para que todo material esteja protegido na sombra”, orienta.

Para comprovar a imunização do rebanho é necessário preencher o Formulário de Declaração de Vacinação, também conhecido como Carta Aviso de Vacinação. O pecuarista acessa o site www.ima.mg.gov.br, faz o lançamento das informações (número de bovinos e bubalinos existentes em sua propriedade e os animais imunizados por idade e sexo), imprime e leva junto com a nota fiscal das vacinas ao escritório do IMA da sua região.

Nesta etapa, o preenchimento do Formulário de Declaração de Vacinação é regulamentado por uma resolução conjunta das secretarias de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e de Fazenda, que dispõe sobre a atualização cadastral do rebanho bovino. As informações do rebanho devem ser fornecidas ao IMA, no período de 1º a 31 de maio, durante a primeira etapa da campanha de vacinação.  Se realizada dentro do prazo, a atualização cadastral não acarretará ônus fiscal ao produtor.

É imprescindível também que o produtor atualize, nesse mesmo formulário, informações pessoais e da propriedade, como endereço para correspondência e telefones de contato.  O Formulário de Declaração de Vacinação não é exigido para a compra da vacina, apenas no momento da comprovação. O IMA alerta para a importância e obrigatoriedade da vacinação.  O produtor que deixar de imunizar seu plantel, poderá ser penalizado com multa de R$ 68,07 por animal não vacinado.

 

A doença

A doença raramente é fatal, com exceção dos animais mais jovens que podem morrer sem apresentar sintomas. Os efeitos são muito sérios, pois os animais sofrem perda da condição corporal, de produção e ocorrem infecções secundárias que prolongam a convalescência. Não existe tratamento para a Febre Aftosa. Ela cumpre seu curso de 2 a 3 semanas, quando a maioria dos animais se recupera naturalmente. O sacrifício é a principal medida de controle para evitar a difusão da doença.

Fonte: IMA – Assessoria de Imprensa 

 

{{galo}} {{face}} {{zero}}
HomeNotícias da Região