Notícias da Região
Avalie este item
(0 votos)
Campanha Nacional de Vacinação contra a Febre Aftosa começar nesta sexta-feira

Começa, nesta sexta-feira (1º/4), em Minas Gerais, a primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Febre Aftosa.  A expectativa do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) é de que todo o rebanho, estimado em 23,5 milhões de bovinos e bubalinos, seja imunizado em todo o estado, até o dia 31 de maio. A vacinação é a única forma de proteger os animais contra a doença e deve ser feita duas vezes ao ano, em maio e em novembro. Nesta primeira etapa, os animais de todas as idades devem ser imunizados.

Minas Gerais é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como área livre de febre aftosa com vacinação. Segundo o fiscal agropecuário do IMA, Sérgio Luiz Lima Monteiro, a manutenção desse status é fundamental para os produtores e toda a cadeia produtiva da carne, leite e derivados. “Caso ocorra o aparecimento de focos da doença no país é disparado um alerta internacional, que faz com que os países importadores acionem as barreiras sanitárias e suspendam a compra de todos produtos de origem animal (animais vivos e produtos processados)”, explica.

Para se ter uma ideia do impacto econômico que um rebanho doente pode trazer ao estado, dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e analisados pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) mostram que o conjunto de produtos cárneos (bovino, frango, suíno e peru) somou US$ 974,6 milhões no ano passado, representando 12% do total de exportações do agronegócio mineiro. No caso de um embargo internacional, os demais produtos da pecuária também ficam prejudicados e não somente a bovinocultura.

O prejuízo para os pecuaristas não se restringe apenas ao bloqueio das exportações e queda imediata de seu faturamento. No caso da doença atingir o rebanho é necessário o sacrifício, tanto dos animais infectados como daqueles que tiveram contato com os animais doentes.

O diretor-geral do IMA, Márcio Botelho, reforça a importância de se manter o rebanho vacinado para a geração de divisas – por meio das exportações de produtos cárneos - para a economia mineira e brasileira. “É importante ressaltar também que ao longo dos anos os produtores têm garantido a vacinação dos animais e, com isso, dão uma importante contribuição para o agronegócio de Minas e do Brasil”, diz.

 

Procedimentos

Para adquirir a vacina basta o produtor se dirigir ao estabelecimento autorizado para a venda do produto, munido de carteira de identidade e CPF. Segundo o fiscal agropecuário Sérgio Monteiro, após a compra, a conservação correta é fundamental para garantir a eficácia na imunização do rebanho. “A vacina deve ser mantida em caixa de isopor com gelo, numa temperatura entre três e oito graus centígrados. Durante a aplicação, cuidar para que todo material esteja protegido na sombra”, orienta.

Para comprovar a imunização do rebanho é necessário preencher o Formulário de Declaração de Vacinação, também conhecido como Carta Aviso de Vacinação. O pecuarista acessa o site www.ima.mg.gov.br, faz o lançamento das informações (número de bovinos e bubalinos existentes em sua propriedade e os animais imunizados por idade e sexo), imprime e leva junto com a nota fiscal das vacinas ao escritório do IMA da sua região.

Nesta etapa, o preenchimento do Formulário de Declaração de Vacinação é regulamentado por uma resolução conjunta das secretarias de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e de Fazenda, que dispõe sobre a atualização cadastral do rebanho bovino. As informações do rebanho devem ser fornecidas ao IMA, no período de 1º a 31 de maio, durante a primeira etapa da campanha de vacinação.  Se realizada dentro do prazo, a atualização cadastral não acarretará ônus fiscal ao produtor.

É imprescindível também que o produtor atualize, nesse mesmo formulário, informações pessoais e da propriedade, como endereço para correspondência e telefones de contato.  O Formulário de Declaração de Vacinação não é exigido para a compra da vacina, apenas no momento da comprovação. O IMA alerta para a importância e obrigatoriedade da vacinação.  O produtor que deixar de imunizar seu plantel, poderá ser penalizado com multa de R$ 68,07 por animal não vacinado.

 

A doença

A doença raramente é fatal, com exceção dos animais mais jovens que podem morrer sem apresentar sintomas. Os efeitos são muito sérios, pois os animais sofrem perda da condição corporal, de produção e ocorrem infecções secundárias que prolongam a convalescência. Não existe tratamento para a Febre Aftosa. Ela cumpre seu curso de 2 a 3 semanas, quando a maioria dos animais se recupera naturalmente. O sacrifício é a principal medida de controle para evitar a difusão da doença.

Fonte: IMA – Assessoria de Imprensa 

Avalie este item
(0 votos)
Modelo Diego Calvalieri irá representar Itamarandiba no concurso Mister Minas Gerais

O modelo Diego Calvalieri, 25 anos, 1,83 de altura, 70 Kg, foi convidado para representar o município de Itamarandiba no concurso Mister Minas Gerais, a se realizar em Uberlândia.

Diego é canceriano, atleticano, e gosta de música eletrônica, sertanejo universitário, MPB, axé music, pop rock e pop internacional, além de ter o gosto pela leitura de crônicas. Ele vem trilhando pelo caminho da moda desde os 16 anos, em Belo Horizonte. Hoje com 25 anos, bacharel em Administração de Empresas, atua como auxiliar de escritório, paralelo à carreira de modelo e trabalhos como promotor de eventos.

Para se manter bem no mercado de modelos, Diego tem uma alimentação controlada e frequenta a academia 6 vezes por semana, uma hora por dia.

Em entrevista ao Jornal O Vale Hoje, o modelo relatou que escolheu representar Itamarandiba, porque a cidade é conhecida por ser uma das principais produtoras de eucalipto do país. Além disso, tem um povo bastante receptivo, com uma culinária maravilhosa típica de Minas. Adora feijão tropeiro, pão de queijo e aquele cafezinho passado no fogão à lenha.

“Quando mais novo era feio, as meninas não davam mole, mas hoje em dia já consigo arrancar alguns suspiros (brincou). A carreira de modelo traz muitos altos e baixos, por isso é preciso fazer por amor à arte, ao trabalho profissional que desempenho. Aos 19 anos deixei de lado a carreira de modelo e fiquei por conta da faculdade e estágios. Hoje, com 25 anos sou Bacharel em Administração de Empresas e trabalho atualmente como auxiliar de escritório, paralelamente faço o que amo que é modelar e trabalhos como promotor de eventos. Agora estou voltando a focar na carreira de modelo com força total e Deus no comando.”,disse Diego Calvalieri.

 

Avalie este item
(0 votos)
Produção de banana ganha espaço em Itamarandiba

Texto e fotos: Ernane Frois

 

Com produção anual de sete milhões de toneladas, dados IBGE 2014, o Brasil se destaca como o quinto maior produtor de banana do mundo. O Estado de Minas Gerais contribui com 10,2% da produção nacional, o que lhe confere a terceira colocação no ranking dos maiores produtores da fruta no Brasil, sendo a região norte o grande produtor no estado mineiro.

De olho nesse grande mercado alguns produtores de Itamarandiba têm investido na bananicultura. Com produtividade estimada em 1.000 caixas/hectares/ano, a Fazenda Sobradinho é a que mais se destaca na produção da fruta no município. Seus proprietários reservaram 10 hectares, dos aproximadamente 1.500 existentes na fazenda, e deram início ao cultivo desta que é a segunda fruta mais consumida pelos brasileiros.

Na gleba destinada à bananicultura foram plantadas aproximadamente 12 mil pés do tipo banana prata anã, os quais são irrigados por meio do sistema microaspersão. A produção foi iniciada em 2014 e a 1ª colheita, realizada na segunda quinzena de março de 2015, rendeu cerca de 10,5 toneladas da fruta. Toda a produção foi colhida e vendida às Centrais de Abastecimento de Minas Gerais (Ceasa/MG).

 

Lucratividade

Satisfeito com a rentabilidade por área e tempo de produção, o gerente da Fazenda Sobradinho, Sr. Amável Fernandes, popular Branco, não descarta a possibilidade de aumentar consideravelmente a área de plantio. Exemplificando que enquanto o eucalipto leva 07 anos para o corte primário e a banana em 01 ano já se pode realizar a colheita, o gerente informou que essa produção inicial serviu como parâmetro para futuros investimentos no cultivo da fruta. “A fazenda tem na comercialização do leite e plantio do café e eucalipto sua principal fonte de renda; agora a bananicultura veio com força para se juntar a eles. Já estamos estudando a possibilidade de aumentarmos a área de plantio para pelo menos 100 hectares. Espaço e água são o que não falta.”, diz.

Produzida praticamente o ano inteiro, o cultivo da banana é uma das mais fortes atividades do país. Devido a essa alta produtividade, na Fazenda Sobradinho a produção ganhou moldes que possibilitou resultados promissores no que se refere à conservação e manutenção da qualidade da fruta vendida. De acordo com, o agora bananicultor, Branco, o trabalho e o zelo com a lavoura são maiores, contudo ele assegura que todo o esforço vale à pena. “A bananicultura é de boa lucratividade. Mas, a lavoura requer muita dedicação e o que não faltou aqui foi cuidado. Graças a Deus não tivemos problemas.”, relatou.

 

Geração de emprego e apoio

O secretário municipal de agricultura de Itamarandiba, Sr. João de Assis, e o engenheiro agrônomo da Emater/MG, Sr. João Batista Couto, a convite do gerente Sr. Branco estiveram na Fazenda Sobradinho para um momento de troca de experiências e demonstração de apoio, por parte dos dois órgãos, para com o produtor.

Confiante na evolução da lavoura de banana no município, o secretário João de Assis, destacou a importância do processo de produção da fruta e na geração de emprego que o plantio pode gerar para as famílias itamarandibanas. Segundo ele, durante todo o processo evolutivo no cultivo da banana (plantio, manejo da lavoura e colheita), a Fazenda Sobradinho gerou cerca de 2 mil empregos/ano.

“Quando comparada com outras lavouras, a bananicultura é uma das que mais exige mão de obra. Nesse sentido, caso a atividade se prospere em nosso município é natural que novos empregos surgirão. Estamos confiantes e aptos a dar o apoio necessário para todos aqueles que queiram embarcar nessa nova tendência que bate as portas de Itamarandiba.”, comentou o secretário.

Já o engenheiro agrônomo, João Couto, ressaltou e demonstrou a relevância de o bananicultor entender que é preciso promover avaliação das técnicas e procedimentos utilizados desde a produção até o pós-colheita da fruta, inclusive levando em consideração toda a logística de escoamento.

Segundo ele, o bananicultor que conseguir diminuir custos de produção de acordo com técnicas para o preparo de área, podas de plantio e adubação; no final terá uma lucratividade que pode chegar a 50% a mais se comparada com os métodos convencionais. “A produtividade pode ser maior se utilizada técnicas disponíveis para a cultura com a fertilização, controle de pragas e doenças, desbastes e outras.”, afirmou. 

Avalie este item
(0 votos)
É Páscoa, sorria e comemore a vida !!!

Que nesta Páscoa haja muitos doces em sua vida

 

O doce sorriso daqueles que te amam. A doce alegria de ter um futuro de paz e prosperidade. Que venha também com muitos ovos de chocolate, mas não se esqueça do seu sorriso, por isso aproveitem as dicas do Consultório Léo e Kning:

• Escove os dentes por dois minutos, 3 vezes ao dia;

• Use creme dental com flúor e escova macia;

• Use o fio dental diariamente;

• Não se esqueça de visitar o seu dentista e agendar limpezas profiláticas.

Se divertir e comer chocolates é bom, mas melhor ainda quando você está com a sua saúde bucal em dia, sem dores, cáries ou outros problemas que possam causar incômodo ou desconforto. Por isso, não esqueça de sempre visitar o seu dentista.

 

http://www.consultorioleokning.com

/

 

Avalie este item
(0 votos)
Mercearia São Paulo divulga ganhadores do 8° Show de Prêmios

Após sorteio realizado e prêmios entregues, a Mercearia São Paulo divulgou os felizardos do 8° Show de Prêmios. Confira a lista dos ganhadores.

 

1º Prêmio 1 TV 24 - ganhador - Edson Costa Santos

2º prêmio  1 forno elétrico –ganhadora - Celma Maria Freitas

3º prêmio 1 fogão - ganhador - Maycon Lucena Rocha

4º prêmio 1 microondas - ganhador- Valdeir

5º prêmio  1 tanquinho- ganhadora- Nataxa Pereira Sousa

6º prêmio ferro elétrico- ganhadora- Maria Andréia Oliveira

 7º prêmio 1 sanduicheira - ganhador - Maria Das Dores Azevedo

 

Avalie este item
(0 votos)
Prefeitura de Itamarandiba inicia obra de recapeamento asfáltico da Avenida Julia Goulart

 A Prefeitura de Itamarandiba deu início, na manhã do dia 19 de março, a execução de uma das mais importantes obras de recapeamento da cidade. Trata-se da reconstrução da pavimentação asfáltica da Avenida Julia Goulart, bairro São Geraldo.

O recurso desta obra é oriundo de convênio firmado, em 2013, entre o município itamarandibano e o Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (SETOP).

A obra de recape da Avenida Julia Goulart será executada pela empresa Construtora GB LTDA, a qual venceu licitação realizada em novembro de 2014. No primeiro dia de trabalho, maquinário e funcionários da empresa começaram a demolir e remover o pavimento existente na área. Tão logo termine essa etapa será dado o início da pavimentação asfáltica.

Fonte: Ernane Frois / ASCOM: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

 

 

 

{{galo}} {{face}} {{zero}}
HomeNotícias da Região