Educação
Avalie este item
(0 votos)
Aperam BioEnergia: Representantes da E. E. Mestre João Silvério conhecem várias etapas do processo sustentável de produção do carvão vegetal

No último sábado (16/09), a Aperam BioEnergia abriu as portas para o corpo técnico da Escola Estadual Mestre João Silvério, de Itamarandiba. O grupo acompanhou várias etapas dos processos sustentáveis de produção de carvão vegetal. A iniciativa faz parte do “Conhecendo a Aperam BioEnergia”, projeto criado para fortalecer o diálogo da Empresa com diversos setores da comunidade.

A comitiva, recepcionada pelo gerente Raimundo Lima e pela analista técnico Fernanda Correia da área de Relações com as Comunidades da Aperam BioEnergia, visitou diversos setores da Empresa e entendeu melhor o conceito do Aço Verde. “É a qualidade do aço produzido com o carvão vegetal fabricado a partir das nossas florestas renováveis de eucalipto, sem emissão de poluentes e respeitando uma série de preceitos ligados à sustentabilidade”, destaca o gerente Raimundo Lima.

A visita do corpo técnico da Escola Estadual Mestre João Silvério contou com 20 representantes da instituição. Logo no início da manhã, o grupo acompanhou uma apresentação sobre o Aço Verde e recebeu orientações sobre segurança. A programação incluiu visitas à área técnica do Melhoramento Genético, viveiro de mudas, laboratório entomológico (controle biológico de pragas), Processo de Colheita Florestal, reserva e represa nas proximidades da Associação Amar e Renascer (Aamar), entidade que funciona em áreas cedidas pela Aperam BioEnergia, em regime de comodato. O grupo também conheceu a Fazenda Aamar e a Unidade de Produção de São Bento.

Momento ímpar

Para a supervisora pedagógica Flávia Fernanda Onésimo Oliveira, “a visita às dependências internas da Empresa foi um momento ímpar” para os servidores da Escola Estadual Mestre João Silvério. “Tivemos a oportunidade de conhecer a dimensão da Empresa em nossa região, bem como de conhecer todo o processo da produção do seu carvão vegetal e o alto desenvolvimento tecnológico utilizado”, revela Flávia.

A supervisora também ressalta que o evento garantiu a interação e aprendizado. “Muitas informações foram repassadas por profissionais bem capacitados, que puderam esclarecer o que hoje a Aperam BioEnergia desenvolve dentro da sua especialidade. Foi um sábado proveitoso e descontraído. Parabenizamos a Empresa pela brilhante iniciativa e cordial receptividade em todas as atividades desenvolvidas”, conclui Flávia.

 

Avalie este item
(0 votos)
Aperam BioEnergia e Sebrae, levam palestra do professor Pachecão para mais de 2 mil pessoas do Vale do Jequitinhonha durante “Encontro com Educadores”

A relação ensino-aprendizagem, aliada à física e à cultura empreendedora, foi amplamente discutida durante o “Encontro com Educadores”, promovido pela Aperam BioEnergia e Fundação Aperam Acesita, em parceria com o Sebrae Minas. Na última semana, entre 11 a 14/09, o encontro itinerante reuniu mais de 2 mil educadores nos municípios de Itamarandiba, Minas Novas, Capelinha e Turmalina, que também contou com professores de Veredinha.

A principal atração do “Encontro com Educadores” foi a palestra do professor Pachecão, que com irreverência e criatividade, abordou o tema "Empreendedorismo é física pura". Nos quatro dias de evento, o precursor do estilo “aula show” detalhou em sua palestra motivacional as suas estratégias de empreendedorismo desenvolvidas a partir das leis da física e da natureza. A importância de criar ambientes favoráveis para incentivar a mudança de comportamento e estimular a criatividade como fatores fundamentais para realizar sonhos também foram abordagens da palestra.

Para a professora Juliana Rabelo, que atua em quatro escolas das redes estadual e particular de Itamarandiba, a palestra do professor Pachecão ampliou sua visão acerca da cultura empreendedora. “Foi uma grande oportunidade participar da palestra do Pachecão. Ele destacou a importância do amor próprio na vida do professor e, principalmente, as diversas formas de ensinar o mesmo conteúdo. Desde segunda-feira, dia que participei do ‘Encontro’, passei a trabalhar o conteúdo de forma dinâmica e o resultado foi imediato, meus alunos participaram mais das minhas aulas”, comentou.

Na avaliação do analista técnico do Sebrae Minas, representante da Microrregião Chapada de Minas, Julian Rodrigues, a principal lição trazida pela palestra do professor Pachecão é de que o educador também pode empreender. “A temática do empreendedorismo, de maneira geral, não está entre as capacitações voltadas para os educadores. No entanto, o nosso objetivo é sensibilizar os professores do Vale do Jequitinhonha sobre a importância de se ter uma visão minimamente empreendedora em sala de aula”, ressaltou Julian.

Raimundo Lima, gestor de Relações com as Comunidades da Aperam BioEnergia, por sua vez, reforçou a importância de iniciativas como o “Encontro com Educadores”. “O desenvolvimento das comunidades do Vale do Jequitinhonha é uma das prioridades da Aperam BioEnergia e Fundação Aperam Acesita. Por isso, realizar capacitações para educadores como forma de incentivar a cultura do empreendedorismo na rotina escolar dos estudantes é uma estratégia que vai ao encontro das necessidades das comunidades do nosso entorno, visando criar oportunidades para geração de renda dos moradores”, enfatizou o gestor.

Apoio

Para realizar o Encontro com Educadores, a Aperam BioEnergia, a Fundação Aperam Acesita e o Sebrae Minas, contaram com o apoio dos parceiros Superintendência Regional de Ensino de Diamantina e das prefeituras de Capelinha, Itamarandiba, Minas Novas, Veredinha e Turmalina.

Avalie este item
(0 votos)
Setembro Azul: Passeata é realizada em Itamarandiba pela turma de Letras Libras, a fim de conscientizar quanto à inclusão de surdos na sociedade

Foi realizada na manhã deste sábado, 16 de novembro, uma passeata em Itamarandiba pela turma de Letras Libras, levantando a questão da inclusão de surdos na sociedade.

O movimento percorreu a região central da cidade onde foi realizada a distribuição de panfletos.

Vale ressaltar que 6,4% da população brasileira têm alguma deficiência auditiva, além muitos sofrerem preconceitos na sociedade e não terem os mesmos acessos a maioria da população, foi criado no dia 26 de Setembro o Dia Nacional do Surdo.

“A passeata de hoje é em prol da luta pela inclusão dos surdos na sociedade. Respeito a esses tão capazes. O Setembro Azul e dedicado aos surdos. A turma do Curso de graduação em Letras Libras de Itamarandiba, foi às ruas de nossa cidade  no dia de hoje, também  mostrar à sociedade suas capacidades.  O curso de letras Libras  e o 18°  ofertado pelo IFNMG em parceria Prefeitura Municipal de Itamarandiba. Disse Glaucia Oliveira Santos Nunes,  coordenadora do Polo UAB de Itamarandiba.