Educação
Avalie este item
(0 votos)
Escolas Municipais de Itamarandiba alcançam metas do IDEB projetadas para 2017

Resultados divulgados, neste mês de setembro,  pelo Ministério da Educação apontaram que a Rede Municipal de Ensino de Itamarandiba atingiu a média 6,8, número que assegura e vai além das metas projetadas para 2017 pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), principal indicador de qualidade do ensino público no Brasil. Sendo as Escolas Municipais: Criança Feliz, Paraíso Infantil, Ursinhos Carinhosos, Gente Pequena, Joaquim Moreira Pereira e Núcleo Padre João Afonso; destaques a nível municipal, estadual e nacional, por obterem a meta estipulada pelo Governo Federal.

Lotada na Secretaria Municipal de Educação, a coordenadora pedagógica, Eliane Pires, assegura que o excelente resultado está diretamente ligado a uma série de melhorias e ações desenvolvidas em prol da educação do município itamarandibano, dentre elas: encontros periódicos de estudos e capacitação com supervisores e professores, apoio a projetos desenvolvidos por profissionais da comunidade escolar, comprometimento do corpo docente, parceria com as famílias e foco no pedagógico.

Considerando apenas as Escolas Municipais, o IDEB de Itamarandiba aumentou consideravelmente a posição do município no ranking nacional. De acordo com a secretária de Educação de Itamarandiba, Maria de Lourdes Monteiro, a meta para 2017 era de 6,1; entretanto na Rede Municipal houve escola que obteve nota 7,6 e na média final o alcance chegou a 6,8. Tal desempenho elevou o contentamento de toda a equipe e reafirmou o comprometimento e a eficácia dos trabalhos prestados pelos profissionais da Rede Municipal de Educação ao município. “Nós da Secretaria Municipal de Educação estamos orgulhosos e elevamos nossos agradecimentos e reconhecimento a todos os servidores da educação pelo avanço e alcance das metas projetadas ao município para os anos iniciais e finais do ensino fundamental.”, argumentou Monteiro.

Criado em 2007, pelo Governo Federal, O IDEB funciona como um indicador nacional que possibilita o monitoramento da qualidade da Educação pela população por meio de dados concretos, com o qual a sociedade pode se mobilizar em busca de melhorias.  Os índices de aprovação são obtidos a partir do Censo Escolar, realizados anualmente.

Ações que contribuíram com os avanços da Rede Municipal de Ensino de Itamarandiba no IDEB - Meta 2017:

  • 1) Foco no pedagógico: implantação do núcleo pedagógico dentro da Secretaria, fazendo encontros semanais de formação com os especialistas em educação das escolas municipais;
  • 2) Encontros periódicos com os professores nas escolas, com estudos de planejamento e construção de planos de intervenções pedagógicas pontuais e construção coletiva de planejamento/currículo único, estabelecendo um trabalho em rede.
  • 3) Comprometimento dos Especialistas em Educação e professores com o ensino de qualidade.
  • 4) Pactuação de metas para as avaliações internas e externas.
  • 5) Professor Recuperador (dentro da escola) atendendo as crianças que apresentam dificuldades e defasagens em suas aprendizagens, com foco na alfabetização, em contra turno.
  • 6) Equipe de professores escalonados de acordo com o seu perfil; seja de alfabetização ou para atuar no ciclo complementar.
  • 7) Atendimento o direto de um fonoaudiólogo às crianças que apresentam dificuldades na oralidade e leitura.
  • 8) Trabalho efetivo de nutricionistas tornando a merenda escolar diária, rica em nutrientes necessários ao desenvolvimento escolar.
  • 9) Parceria com as famílias, incentivado através de encontros periódicos de interação e culminando no “Dia D da Família na Escola”.
  • 10) Espaços de leitura e laboratórios de informática, com circulação diária dos alunos.
  • 11) Projetos de Leitura eficazes; com empréstimos de livros, roda de leitura, teatros e variadas estratégias que motivam e despertam o hábito da leitura.
  • 12) Projetos interdisciplinares e movimentos culturais dentro e fora da escola.
  • 13) Projeto de apoio à inclusão, através de professores de apoio.
  • 14) Fortalecimento das equipes de liderança, com diretores comprometidos com o trabalho de equipe e com as demandas da Secretaria de Educação.
  • 15) Apoio efetivo da Secretária Municipal de Educação e da Prefeitura Municipal nos projetos desenvolvidos pela equipe pedagógica e dos demais setores da instituição.

Fonte: Ernane Frois Ascom: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

 

 

Avalie este item
(0 votos)
Alunos da E.E. Maria Raimunda Andrade Neves participam de Seminário sobre Drogas e Sistema Nervoso

Na tarde desta sexta-feira dia 21/09, aconteceu na Escola Estadual Maria Raimunda Andrade Neves, no distrito de Santa Joana, um seminário sobre Drogas e Sistema Nervoso, idealizado pelo professor de ciências Fernando José Guimarães.

O seminário foi realizado pelos alunos do oitavo ano do ensino fundamental com o intuito de informar e orientar os estudantes a respeito deste tema tão importante a ser abordado.

Também foi realizado um trabalho de divulgação e valorização dos desenhos que os alunos reproduziram que abordam o tema, além de um teatro realizado por alunos do nono ano. O seminário faz parte de um projeto que o professor realiza para trabalhar o tema, atingindo assim, o maior público possível na escola.

Avalie este item
(0 votos)
Em parceria com as secretarias municipais de Educação de Itamarandiba, Minas Novas, Turmalina e Veredinha, Aperam promoveu Workshop com debates sobre Base Nacional Comum Curricular

Cerca de 1,2 mil educadores do Vale do Jequitinhonha participaram do “Workshop BNCC na Prática”, cujo tema foi a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), documento normativo que define o conjunto de aprendizagens essenciais da Educação Básica. Os encontros foram realizados de terça a quinta-feira (11 a 13/09), nos municípios de Itamarandiba, Minas Novas e Turmalina, com a presença também de educadores de Veredinha.

O Workshop integra as ações do Programa de Melhoria da Qualidade do Ensino, desenvolvido pela Aperam South América, por meio da Aperam BioEnergia e Fundação Aperam Acesita, em parceria com as secretarias municipais de Educação de Itamarandiba, Minas Novas, Turmalina e Veredinha.

Segundo o presidente da Fundação Aperam Acesita, Venilson Vitorino, o “Workshop BNCC na Prática” teve  como  objetivo ampliar o debate acerca das inovações  a serem implementadas pelas unidadesdeensino.“ABaseiránortearoscurrículosepropostaspedagógicasdasescolasdetodoopaís.

Para que as escolas da nossa região possam se adequar às exigências da legislação, este Workshop visou fornecer respaldo teórico com estratégias e metodologias, a partir dos estudos mais recentes sobre as contribuições que a normativa traz”, explica Venilson Vitorino.

Conhecimento compartilhado

A programação dos três encontros do “Workshop BNCC na Prática” contou com a palestra da psicopedagoga e psicanalista Marli Andrade, sobre o tema “Contextualização e impactos da BNCC  nas políticas educacionais de regionalização”. Também palestrante nos encontros de Itamarandiba, Minas Novas e Veredinha, o administrador, gestor de projetos e coordenador do Projeto “Criança que lê”, Paulo Henrique Silva proferiu a Palestra sobre “Organização e gestão de equipes para implementação daBNCC”.

Durante o Workshop, os palestrantes compartilharam experiências do “Programa de Educação Psicossocial, Motora, Alfabetizadora”, criado por Marli Andrade, com a coautoria de Paulo Henrique.

Para a secretária municipal de Educação de Veredinha, Luzia Osana Machado Santos, o "Workshop BNCC na Prática" foi esclarecedor para os educadores. "Nosso município precisa adequar o currículo das unidades de ensino ao da rede estadual. E as palestras nos deram embasamento sobre como podemos fazer”, contou Luzia.

“E mais: mesmo com experiência, reconhecemos que cometemos erros na forma de ensinar. Durante o Workshop, encontramos caminhos que vão facilitar as práticas de ensino no processo de aprendizagem dos educandos. A partir de agora, cada professor tem mecanismos para criar suas estratégias e colocá-las em prática em sala de aula", destacou a secretária municipal.

Propósitos do BNCC

Conforme definido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB, Lei nº 9.394/1996),   aBaseestabelececonhecimentos,competênciasehabilidadesqueseesperaquetodosos

estudantes desenvolvam ao longo da escolaridade básica. Orientada pelos princípios éticos, políticos  e estéticos traçados pelas Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica, a Base soma-se aos propósitos que direcionam a educação brasileira para a formação humana integral e para a construção de uma sociedade justa, democrática einclusiva.

 

Avalie este item
(0 votos)
Central English e Central do Estudante oferece cursos de inglês, violão, artesanato, desenho e reforço escolar, e conta com espaço para festas e eventos particulares

A Central English e Central do Estudante é uma escola/empresa que vem crescendo a cada ano. Especializada no ensino de inglês para crianças, a empresa tem como política principal a qualidade de ensino ofertada para os alunos, e não a quantidade. Nesse intuito, visando atender cada dia melhor os estudantes, a Central English busca ampliar os conhecimentos dos colaboradores a cada dia. Além disso, visando o conforto das crianças, foi realizada uma melhora no espaço físico da escola.

Além de aulas de inglês e violão, a empresa oferece aulas de reforço escolar, artesanato e desenho. A Central English também aluga espaço para eventos e, em breve estarão disponíveis algumas salas de espaço compartilhado, de forma que, caso alguma escola se interesse em utilizar salas no próximo ano, basta entrar em contato e acertar os detalhes.

 "O mais importante para nós, a nossa preocupação é e sempre será a qualidade do ensino que fornecemos para as crianças. Aqui o seu filho (a) é tratado com muita atenção e carinho!" Disse a professora e proprietária Janine. 

A Central English está localizada na Rua Aluízio Andrade Câmara, n° 158, Centro, Itamarandiba. Faça uma visita e conheça um pouco dos cursos oferecidos.

 

 

Avalie este item
(0 votos)
Com apoio da Prefeitura, Fiocruz realiza mostra do projeto “Ciência Móvel: Arte e Ciência sobre Rodas” em Itamarandiba

Itamarandiba recebeu nos dias 05, 06, 07 e 08 de setembro, o projeto cultural “Ciência Móvel: Arte e Ciência sobre Rodas”. Ofertado gratuitamente pelo Museu da Vida/Casa de Oswaldo Cruz/Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a vinda do projeto à Itamarandiba foi possível graças a total contribuição da Prefeitura que através da Secretaria Municipal de Cultura, Patrimônio e Turismo disponibilizou todo o apoio logístico como: segurança, energia, internet, hospedagem, alimentação, transporte interno e outros.

Com o objetivo de proporcionar momentos de diversão, descobertas e aprendizagem, o “Arte e Ciência sobre Rodas” desembarcou em Itamarandiba com 01 caminhão/carreta móvel equipado com salas de vídeos nas quais foram exibidos documentários educativos e exposições temáticas de multimídias e de jogos com módulos Vocação Educacional.  Entretanto, as apresentações não ficaram restritas ao veículo, visto que a mostra ocupou, também, as dependências do Ginásio Poliesportivo Municipal. No local a equipe da Fiocruz armou espaços interativos que facilitaram na percepção e envolvimento dos visitantes com a apresentação de eixos temáticos voltados ao corpo humano, saúde, energia e movimento.  

Aberto ao público e sem restrição de idade, o “Ciência Móvel” recebeu a visita de itamarandibanos e de moradores da região; a exemplo alunos do Ensino Fundamental e Médio das escolas de Itamarandiba, Frei Lagonegro e Senador Modestino Gonçalves. A grande procura pela visitação foi destacada pela gerente municipal de cultura de Itamarandiba, Sra. Leda Rabelo, que não poupou elogios ao projeto e fez questão de agradecer a equipe Fiocruz pela parceria. “O projeto fala por si só! Ciência, ensinamentos e cultura. Foram 04 dias de muito aprendizado onde o público tornou-se um multiplicador do conhecimento. Os visitantes interagiram com expositores de microscopia, insetos, modelos anatômicos, sistemas vitais, anamorfose, ilusão de óptica, percepção auditiva, energia elétrica e mecânica.”, diz Rabelo.

Fonte: Ernane Frois ASCOM: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

 

Avalie este item
(0 votos)
Programa Jovem Aprendiz: Jovens de Itamarandiba e Capelinha obtêm formação em curso teórico-prático, do ramo florestal, viabilizado por meio de parceria entre Aperam, Senai e Fiemg

Para alcançar o status de profissional com experiência em sua área de formação, os jovens de Capelinha e Itamarandiba contam com o Programa Jovem Aprendiz, promovido pela Aperam BioEnergia, em parceria com Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg). Realizado há quatro anos, o programa já formou 109 profissionais, dos quais 10 foram contratados por empresas na área da Manutenção Mecânica de Máquinas Florestais.

Recém-formado pelo curso de Aprendizagem Industrial em Manutenção de Máquinas Florestais, Gustavo Oliveira Costa, de 20 anos, de Itamarandiba, teve a alegria de receber o seu diploma na noite da última quinta-feira (30/08). Ele é um dos 20 jovens profissionais preparados pelo curso teórico-prático realizado dentro da Aperam BioEnergia, que formaram durante cerimônia realizada no Clube Florae de Itamarandiba.

“Sem dúvidas, esse curso vai abrir muitas portas para mim. De fato, esse é um programa excelente, que nos proporciona aprendizado que não encontramos em qualquer lugar. Aprendi e, posso dizer que, tenho vocação para trabalhar na área florestal. Não imaginava como era a Aperam BioEnergia e me surpreendi com tamanha organização da Empresa, que desenvolve um trabalho tão legal”, diz Gustavo, que está em busca de oportunidade no mercado de trabalho.

Oportunidades

O diretor de Recursos Humanos da Aperam South America, Luiz Otávio, por sua vez, reforça que o curso do Senai é um passo importante para que mais jovens alcancem oportunidades no mercado de trabalho. “Empresas do mundo inteiro querem profissionais qualificados e com vivência prática em sua área de formação. A exemplo do Grupo Aperam, que para áreas específicas, prioriza a contratação de profissionais com experiência em seu ramo de atuação”, enfatiza o diretor.

Para o presidente da Fundação Aperam Acesita, Venilson Vitorino, os formandos do Programa Jovem Aprendiz podem vislumbrar uma carreira promissora. “Os jovens que passam pelo curso do Senai são profissionais que aprendem a teoria e a prática em uma empresa de referência no mercado florestal. Quando o profissional tem no currículo uma empresa reconhecida internacionalmente, como a Aperam BioEnergia, há mais possibilidades”, defende Venilson.

Segundo o gerente do Senai Turmalina, Carlo Tenaglia, o curso Aprendizagem Industrial em Manutenção de Máquinas Florestais foi formatado para atender as demandas técnicas da área metalmecânica, aliado à metodologia de Educação Profissional. “Com foco na solução de problemas e análises processuais, os aprendizes são desafiados com situações práticas durante o processo de ensino/aprendizagem. Desta forma, desenvolvem capacidades técnicas e conhecimentos específicos da área da manutenção mecânica de máquinas florestais”, frisa Carlo.

De olho no mercado

A Karine Martins Ribeiro, de 19 anos, já começou a trilhar o caminho do sucesso e tem as melhores expectativas quanto ao mercado de trabalho. A estudante é uma dos 25 aprendizes da nova turma do Programa Jovem Aprendiz, cujas aulas iniciaram na última segunda-feira (03/09), em Capelinha.

“Aproveito todas as oportunidades. Como nossa região é carente de cursos profissionalizantes, poder fazer um curso do Senai e ainda dentro da Aperam BioEnergia é uma oportunidade imperdível. Há uma demanda de profissionais com conhecimento e experiência em Manutenção Mecânica de Máquinas Florestais aqui, por ser uma região com muitas fazendas, além da própria BioEnergia, que precisa de profissionais especializados”, considera Karine, que também cursa Ciências Contábeis na Faculdade Unopar.

Formação profissional

Além dos estudantes que cursam Aprendizagem Industrial em Manutenção de Máquinas Florestais na Aperam BioEnergia, outros jovens têm a oportunidade de estudar e obter uma profissão no Senai de Turmalina, com o custeio da Empresa. Os cursos são ofertados na unidade, conforme disponibilidade do Senai, nas áreas: Marcenaria, Corte e Costura, Instalação Elétrica e Técnico em Segurança.

 

{{galo}} {{face}} {{zero}}
HomeEducação