Educação
Avalie este item
(0 votos)
Aluno da Escola Estadual Coronel Jonas Câmara de Itamarandiba- MG, Kauan Henrique  recebe a medalha de ouro da OBMEP- Olimpíada Brasileira da Matemática, em Salvador-BA

Na tarde do dia 08 de julho de 2019, em Salvador- BA cerca de 575 alunos receberam o prêmio máximo da competição da OBMEP 2018.

O aluno da Escola Estadual Coronel Jonas Câmara de Itamarandiba- MG,  mineiro do Vale do Jequitinhonha, Kauan Henrique  Silva Ramos esteve presente no evento para receber   a medalha de ouro conquistada na OBMEP – Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas/2018.
Criada em 2005 para estimular o estudo da matemática e identificar talentos na área, a OBMEP é dirigida aos alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e aos alunos do Ensino Médio, de escolas públicas municipais, estaduais e federais, e escolas privadas em todo território nacional. Em 2018, mais de 18 milhões de alunos participaram da olimpíada e apenas 575 receberam a medalha de ouro.
Kauan   é filho de Sidnei Ramos Neves e Valdete Cristiane Silva, tem 14 anos e foi medalha de bronze em 2016, medalha de prata em 2017 e em 2018 chegou a fase final e conquistou uma excelente nota o que lhe rendeu o 29º lugar no Estado de Minas Gerais e o 157º no País, conquistando assim a Medalha de ouro no Nível 02.
A Senhora Valdete sente-se muito honrada e eternamente grata à escola em que Kauan estuda desde a 1ª série e também à Prefeitura Municipal de Itamarandiba que proporcionou à ela e ao filho a oportunidade de irem a Salvador- BA  participarem  do evento e receber a medalha que veio coroar tão brilhante conquista.
A direção da Escola Estadual Coronel Jonas Câmara agradece à Deus e  parabeniza Kauan e família  pela conquista e se  orgulha deste grande feito.

 

Avalie este item
(0 votos)
Aperam BioEnergia e Fundação Aperam Acesita realizam encontro para orientar e traçar estratégias juntos aos especialistas da Educação

Nos dias 27 e 28 de junho, a Aperam BioEnergia e a Fundação Aperam Acesita realizaram o 1º módulo  com gestores e especialistas da Educação, para debater o tema “Relação IDEB - Atuação Socioemocional”. Esta ação faz parte do Programa de Melhoria da Qualidade do Ensino, desenvolvido pela Fundação Aperam Acesita em parceria com as  Secretarias Municipais de Educação.

O evento envolveu 140 educadores, entre secretários de Educação, diretores e especialistas. Na quinta (27), o encontro dos municípios de Minas Novas, Turmalina e Veredinha recebeu 70 profissionais. Na sexta (28), foram 70 participantes de Capelinha e Itamarandiba.

A formação foi orientada pelo administrador e gestor de Projetos, Paulo Henrique Silva, e pela doutoranda em Psicologia Social, Marli Andrade. Os mediadores, a partir de exposição dialogada com os participantes, abordaram a prática para a implementação do currículo socioemocional e sua relação com o IDEB.

Novos olhares

O presidente da Fundação Aperam Acesita, Venilson Vitorino, ressaltou que a preparação é importante para uma transição suave das aprendizagens essenciais nas redes de ensino. “Os profissionais da educação são responsáveis pela formação do futuro do nosso país. Com a modernização do ensino, incluindo novos métodos e tecnologias, voltamos os olhares para o preparo desses profissionais que utilizarão esses novos recursos na prática pedagógica. Quanto mais preparados estiverem, melhor será a qualidade do ensino”, declarou.

Troca de aprendizado

Marli Andrade, que é também psicopedagoga e pós-graduada em Educação Especial, elogiou o ambiente de discussão durante o encontro. Segundo ela, o evento ocorreu em clima escuta, diálogo e produção coletiva. A palestrante ainda destacou a importância da capacitação para os profissionais da educação.

“Com a chegada da BNCC e do Currículo Referência de Minas, focados em habilidades e competências, visando ao desenvolvimento integral dos estudantes, considerando-os como sujeitos multidimensionais, é importante que a formação continuada se organize nestes propósitos em que gestores e especialistas possam alinhar a comunicação e o planejamento, para os alcances dos objetivos do Programa de Melhoria da Qualidade do Ensino no Vale do Jequitinhonha”, disse.

Início da mudança

A pedagoga Cléria Cordeiro, da Secretaria Estadual de Educação, não escondeu sua satisfação pela participação no encontro e a expectativa pelo próximo módulo. “Os palestrantes clarearam e sacudiram nossas mentes sobre a BNCC e suas competências. A partir do aprendizado adquirido, já foi possível compartilhar com meus educadores os novos conhecimentos e adotar novas argumentações. Agradecemos a Aperam o apoio e incentivo na formação. Estou ansiosa pelo segundo encontro”.

Formação Continuada

A proposta surgiu a partir do Programa de Melhoria da Qualidade do Ensino, desenvolvido pela Aperam South America, por meio da Fundação Aperam Acesita e Aperam BioEnergia. Está alinhada à implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), documento que regulamenta quais são as aprendizagens essenciais a serem trabalhadas nas escolas públicas e particulares em todos os níveis de ensino. O Currículo Referência de Minas Gerais será efetivamente cobrado a partir de 2020. Este é, portanto, um ano de transição e de adequação para os municípios.

IDEB

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) foi criado em 2007 e reúne, em um só indicador, os resultados de dois conceitos igualmente importantes para a qualidade da educação: o fluxo escolar e as médias de desempenho nas avaliações.

Ele é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e das médias de desempenho nas avaliações do Inep, o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) – para as unidades da federação e para o país, e a Prova Brasil – para os municípios.

Avalie este item
(0 votos)
Matrículas abertas para o Curso de ASB-Auxiliar em Saúde Bucal no Centro Educacional Conexão em Itamarandiba

....

Estão abertas as matrículas para o Curso de ASB Auxiliar em Saúde Bucal no Centro Educacional Conexão em Itamarandiba.

A duração do curso é de 10 meses. Com aula uma vez por semana em período noturno. O curso é reconhecido e conta com apostilas próprias.

Maiores informações no telefone (38) 3521-1023, ou na Rua Turmalina n°155, bairro Florestal.

 

Avalie este item
(0 votos)
Gincana Ambiental da BioEnergia arrecada mais de 20 mil garrafas PET

A Semana do Meio Ambiente, entre 3 e 7 de junho, foi movimentada para a Aperam BioEnergia e Escolas da Rede Estadual de Ensino de Itamarandiba e Capelinha. Isso porque marcou o encerramento da Gincana Ambiental, iniciada em abril.

Cinco escolas participaram da gincana, que teve por objetivo a arrecadação de garrafas PET, que serão utilizadas na fabricação de vassouras, em projetos apoiados pela BioEnergia, com envolvimento da comunidade e instituições parceiras

Organizada pelas áreas de Meio Ambiente e Responsabilidade Social, o resultado da gincana  foi muito positivo. No total, foram coletadas 20.164 garrafas plásticas de tamanhos variados. “Uma quantidade impressionante de plástico foi retirada do meio ambiente, o maior ganhador dessa Gincana. Nosso muito obrigado a todas as escolas que participaram. Juntos, construiremos um mundo cada vez mais sustentável”, afirmou o gestor de Responsabilidade Social da Aperam BioEnergia, Raimundo Lima.

Envolvimento

O evento contou com a participação das escolas, que atuaram na Gincana, envolvendo-as em um Quiz Ambiental. Cerca de 1300 pessoas, participaram da programação da Semana. As ações serviram para reforçar os conhecimentos sobre preservação do meio ambiente, bem como das iniciativas adotadas pela Aperam BioEnergia em prol da sustentabilidade e desenvolvimento socioambiental das comunidades das regiões onde atua.

As ações da Semana de Meio Ambiente da BioEnergia também contemplaram os empregados, que receberam informativo DSMS Especial (Diálogo de Segurança, Meio Ambiente e Saúde). As equipes de trabalho puderam conhecer mais os projetos sustentáveis da Empresa e que envolvem escolas, comunidade e empregados.

Juntos por um mundo melhor

A garrafa PET é um produto 100% reciclável, mas seu descarte inadequado representa um enorme perigo para o meio ambiente. Ao participar da campanha, além de incentivar o fomento ao trabalho e à geração de renda, as escolas deram demonstrações do exercício prático da cidadania e da preservação ambiental.

Participação coletiva

Confira depoimentos de escolas participantes:

“Tanto para a escola quanto para os alunos foi muito prazeroso. Além de contribuir com o meio ambiente e a causa da Gincana, foi gratificante ver a empolgação dos alunos. Para nós, enquanto instituição, é importante ajudar em causas como essa.”

Érica Pires, especialista da Educação e supervisora dos anos iniciais da E. E. Mestre João Silvério.

“As turmas do turno da tarde foram divididas em equipes. Sempre uma turma dos anos iniciais com uma dos anos finais, para proporcionar uma melhor participação dos dois níveis de ensino. Os alunos fizeram um belo trabalho em equipe, duas turmas tornando-se uma só. Os maiores sempre cuidando e ajudando os menores.”

César Sampaio, diretor da E. E. Domingos Pimenta de Figueiredo

“Para nós da Escola Maria Raimunda, participar de uma Gincana com objetivos tão nobres quanto este, deixa-nos lisonjeados pelo fato de contribuir com a diminuição do lixo, fornecendo matéria prima para confecção de vassouras e, por fim, melhorar a renda de muitas famílias.”

Marcos Cordeiro, professor na E. E. Maria Raimunda Andrade Neves

“Foi muito importante e gratificante participar dessa gincana ambiental e poder contribuir para a limpeza e conservação do meio ambiente, pois ao retirar estes materiais do solo contribuímos  para a sua preservação.”

Adriana Aparecida de Carvalho, especialista da Educação e supervisora pedagógica da E. E. Prof. Teodorinho Fernandes.

Na Escola Estadual Mestra Bezinha Gandra, os responsáveis pela campanha aproveitaram para realizar uma Gincana Ambiental à parte na instituição, e avaliam como muito boa a participação da escola.

O maior ganhador é o meio ambiente

Conheça as turmas de cada escola que mais arrecadaram garrafas durante a Gincana:

 

  • E. E. Mestre João Silvério: 1º ano Ensino Fundamental anos iniciais;

 

  • E. E. Domingos Pimenta de Figueiredo: 4º e 7º ano Ensino Fundamental;

 

  • E. E. Mª Raimunda Andrade Neves: 9º ano Ensino Fundamental;

 

  • E. E. Mestra Bezinha Gandra: 2º ano (202) Ensino Médio;

 

  • E. E. Prof. Teodorinho Fernandes: 3º ano Ensino Fundamental.

 

 

Avalie este item
(0 votos)
Projeto Meios de Comunicação da escola CESTA tem a visita do Jornal Itamarandiba Hoje

Na tarde desta quinta-feira, 23 de maio, os alunos da professora, tia Lu, teve uma conversa com o representante do Jornal Itamarandiba Hoje/ O Vale Hoje, para falar do Projeto Meios de Comunicação.

O tema, Meios de Comunicação, faz parte do Planejamento da Educação Infantil do Centro de Ensino São Tomás de Aquino - CESTA e está sendo trabalhado neste mês de maio pela turminha do 1º Período.

As crianças aprendem de forma muito mais significativa quando vivenciam experiências práticas e concretas. Diante disso, a professora da turma, da tia Lu, teve a iniciativa de convidar o jornalista Weverson Almeida, responsável pelo jornal “Itamarandiba Hoje” que circula mensalmente na cidade, e que alimenta o Portal de Notícias Itamarandiba Hoje.

Weverson teve uma deliciosa conversa com as crianças do 1º Período, falou de seu trabalho e da importância do jornal como meio de comunicação. Não bastando, sorteou brindes entre as crianças e registrou o momento com uma foto da turma.

O próximo passo do Projeto será a confecção de um jornal pela turma, abordando temas diversos, com textos construídos pelos alunos. O jornal será impresso e divulgado a comunidade local através de alguns exemplares.

As crianças estão super empolgadas com o Projeto e as famílias também!

“Fico muito feliz em poder contribuir um pouquinho com o aprendizado das crianças. Aproveito a oportunidade de agradeço a todos profissionais da escola pela receptividade. Disse Weverson Almeida.

Avalie este item
(0 votos)
Escola Estadual Professor Campos realiza Noite Cultural no distrito de Penha de França

Docentes e discentes da Escola Estadual Professor Campos (EEPC) realizaram, no dia 15 de maio, no tricentenário distrito de Penha de França, a 1ª Noite Cultural que teve por objetivo resgatar as tradições culturais e levar conhecimento à comunidade escolar e população local. 

Idealizado pelos professores do conteúdo “Diversidade no Mundo do Trabalho” e alunos do turno Noturno, o evento contou com participação especial do Grupo de Seresta de Penha de França, representado por Tonha da Penha, músicos Zé de Cecílio, João Batista Frois, João Batista dos Santos, acordeonista Carlos e o repentista senhor Tavinho; todos eles artistas penhenses. Além disso, houve momento emocionante com a presença da Bandeira do Divino representada pelos Senhores Ataíde e Geraldo, ambos moradores da comunidade de Salgadinho. 
 
A diretora da EEPC, Maria Marlene Fonseca, explicou que a 1ª Noite Cultural em Penha de França sugeriu reunir, em um único ambiente, ações que permitem a valorização e o resgate da cultura e das tradições que permeiam o imaginário popular. Fonseca comentou, ainda, ser gratificante presenciar o envolvimento da comunidade escolar em projeto que ela garante ser apenas o embrião para futuros eventos artísticos culturais que serão implantados no ambiente pedagógico da Escola Estadual Professor Campos. “Tivemos uma noite de homenagens e glória; a primeira de muitas que virão anualmente! Tudo foi único e exuberante! Em nome da Escola parabenizo e agradeço a participação e a dedicação de todos os envolvidos neste lindo projeto.”, diz. 
 
Além de moradores locais, alunos e corpo docente da EEPC, a 1ª Noite Cultural contou com a presença de comunidades vizinhas e alunos da Escola Estadual Francisco Gonçalves Vieira, de Pedra Menina, município de Rio Vermelho. 
 
Texto: Ernane Frois
 
 

 

Pagina 1 de 43

 

{{galo}} {{face}} {{zero}}
HomeEducação