Poema ANSEIOS, por Evanildo Coelho

Ago 02, 2017 Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

...

 

 

 

 

 

 

 

 

ANSEIOS

Não se vanglorie de minha
Sentença.
Queira me sempre por perto...
( dos seus anseios)

Não me exclua
De sua estante
Posso lhe ser útil
( um dia quem sabe ...)

Minhas páginas há tempos
Não são lidas...
É certo que ocupará
Meu lugar!
Suas páginas possuem
O frescor de um livro novo
E sua visão vai mais além...

Mas cuidado!

Desejo lhe um bom leitor
E que este a leia
De verdade...
Que cobice com volúpia
Sua história...
Que deleite avidamente
Cada página sua...

... do princípio ao fim...

Evanildo Coelho

 

 

Redação

O Vale Hoje - A mesma qualidade para diversas realidades!

Website.: www.ovalehoje.com.br E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

 

{{galo}} {{face}} {{zero}}
HomeBelezas da TerraPoema ANSEIOS, por Evanildo Coelho