Poema ANSEIOS, por Evanildo Coelho

Poema ANSEIOS, por Evanildo Coelho

Ago 02, 2017 Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

...

 

 

 

 

 

 

 

 

ANSEIOS

Não se vanglorie de minha
Sentença.
Queira me sempre por perto...
( dos seus anseios)

Não me exclua
De sua estante
Posso lhe ser útil
( um dia quem sabe ...)

Minhas páginas há tempos
Não são lidas...
É certo que ocupará
Meu lugar!
Suas páginas possuem
O frescor de um livro novo
E sua visão vai mais além...

Mas cuidado!

Desejo lhe um bom leitor
E que este a leia
De verdade...
Que cobice com volúpia
Sua história...
Que deleite avidamente
Cada página sua...

... do princípio ao fim...

Evanildo Coelho

 

 

Redação

O Vale Hoje - A mesma qualidade para diversas realidades!

Website.: www.ovalehoje.com.br E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

 

{{galo}} {{face}} {{zero}}
HomeBelezas da TerraPoema ANSEIOS, por Evanildo Coelho